Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Termina rebelião na cadeia de Teófilo Otoni (MG)


Do Diário Online

15/05/2003 | 14:04


A rebelião que começou na noite desta terça-feira na cadeia pública de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, Minas Gerais, terminou no início da tarde desta quinta-feira. Os 135 presos rebelados libertaram o detetive João Francisco Andrade Guimarães, que era mantido como refém.

A rebelião teve fim depois que a direção da cadeia prometeu rever os processos dos detentos e transferir 20 presos.

Os rebelados fizeram cinco presos reféns e ameaçavam atear fogo nos internos. Na tarde desta quarta-feira, o carcereiro Luiz Carlos Pereira Júnior, que também estava em poder dos rebeldes, foi libertado.

O carcereiro foi libertado em troca de comida para os detentos. Na manhã desta quinta-feira, a polícia suspendeu as refeições, a energia elétrica e a água na cadeia.

O preso Adauto Maximiliano ficou ferido durante a rebelião e foi levado para o hospital.

A cadeia de Teófilo Otoni tem capacidade para 60 presos, mas abriga 135.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Termina rebelião na cadeia de Teófilo Otoni (MG)

Do Diário Online

15/05/2003 | 14:04


A rebelião que começou na noite desta terça-feira na cadeia pública de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, Minas Gerais, terminou no início da tarde desta quinta-feira. Os 135 presos rebelados libertaram o detetive João Francisco Andrade Guimarães, que era mantido como refém.

A rebelião teve fim depois que a direção da cadeia prometeu rever os processos dos detentos e transferir 20 presos.

Os rebelados fizeram cinco presos reféns e ameaçavam atear fogo nos internos. Na tarde desta quarta-feira, o carcereiro Luiz Carlos Pereira Júnior, que também estava em poder dos rebeldes, foi libertado.

O carcereiro foi libertado em troca de comida para os detentos. Na manhã desta quinta-feira, a polícia suspendeu as refeições, a energia elétrica e a água na cadeia.

O preso Adauto Maximiliano ficou ferido durante a rebelião e foi levado para o hospital.

A cadeia de Teófilo Otoni tem capacidade para 60 presos, mas abriga 135.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;