Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Chefe da Jihad Islâmica é morto em ataque israelense


Da AFP

25/12/2003 | 15:20


Um chefe militar da Jihad Islâmica e quatro palestinos morreram e outros sete ficaram feridos nesta quinta-feira em um ataque de helicópteros israelenses contra um veículo em Gaza. As informações foram divulgadas por fontes médicas palestinas.

Moqbel Hamid, 40 anos, chefe militar do movimento radical islâmico, morreu depois da explosão de um míssil disparado contra o veículo no qual viajava. Os outros quatro mortos não foram identificados, mas vários deles pertenceriam à Jihad Islâmica, segundo fontes palestinas.

"Em uma operação da Força Aérea, nesta noite de quarta-feira na cidade de Gaza, o veículo de um alto dirigente da Jihad Islâmica, responsável por uma série de atentados fatais, foi atacado", informa o comunicado.

Os aparelhos dispararam dois mísseis contra um automóvel na rua Al-Jalah, que fica em um bairro do norte de Gaza.

Israel acusa Mokled Hamid de ter organizado uma série de ataques e de ter preparado um importante atentado em Israel.

Já um líder político do movimento, Jaled Al Batsh, acusou Israel "de ter cometido um novo crime", e prometeu "que não ficará impune". Al Batsh acusou também os dirigentes israelenses de terem "sabotado os esforços de Egito para um cessar-fogo".

Com este ataque somam 3.674 as pessoas mortas desde que começou a segunda Intifada, a revolta palestina, no final de setembro de 2000, entre elas 2.752 palestinas e 856 israelenses.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Chefe da Jihad Islâmica é morto em ataque israelense

Da AFP

25/12/2003 | 15:20


Um chefe militar da Jihad Islâmica e quatro palestinos morreram e outros sete ficaram feridos nesta quinta-feira em um ataque de helicópteros israelenses contra um veículo em Gaza. As informações foram divulgadas por fontes médicas palestinas.

Moqbel Hamid, 40 anos, chefe militar do movimento radical islâmico, morreu depois da explosão de um míssil disparado contra o veículo no qual viajava. Os outros quatro mortos não foram identificados, mas vários deles pertenceriam à Jihad Islâmica, segundo fontes palestinas.

"Em uma operação da Força Aérea, nesta noite de quarta-feira na cidade de Gaza, o veículo de um alto dirigente da Jihad Islâmica, responsável por uma série de atentados fatais, foi atacado", informa o comunicado.

Os aparelhos dispararam dois mísseis contra um automóvel na rua Al-Jalah, que fica em um bairro do norte de Gaza.

Israel acusa Mokled Hamid de ter organizado uma série de ataques e de ter preparado um importante atentado em Israel.

Já um líder político do movimento, Jaled Al Batsh, acusou Israel "de ter cometido um novo crime", e prometeu "que não ficará impune". Al Batsh acusou também os dirigentes israelenses de terem "sabotado os esforços de Egito para um cessar-fogo".

Com este ataque somam 3.674 as pessoas mortas desde que começou a segunda Intifada, a revolta palestina, no final de setembro de 2000, entre elas 2.752 palestinas e 856 israelenses.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;