Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 11 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Maurren Magi é operada e fica sem competir em 2010


Marta Teixeira
Do Diário do Grande ABC

10/09/2009 | 07:00


A saltadora Maurren Maggi foi submetida a uma artroscopia no joelho direito na manhã de ontem e deve ficar uma temporada sem competir. "É difícil dizer quanto tempo será necessário para sua recuperação e o médico também não quis estabelecer um prazo. Vamos tratar a Maurren dia a dia, mas sem olhar o calendário. Sem estabelecer prazos", disse o técnico Nélio Moura.

Para o treinador, a parada forçada não comprometerá a atual campeã olímpica de salto em distância em seu ciclo até os Jogos de Londres. "Pelo contrário. A Maurren escolheu passar pela cirurgia agora, para estar bem n os Jogos Pan-Americanos de 2011 e na Olimpíada de 2012."

Maurren foi operada pelo médico Moisés Cohen, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. "A cirurgia foi um sucesso. Correu tudo bem e sem surpresas. Estou muito otimista e nossa expectativa é que, após a reabilitação, ela volte a competir sem dor e em sua melhor forma", explica Moura.

Maurren tinha um problema crônico no tendão patelar que, de tão comum entre atletas, é apelidado de joelho de saltador. As dores faziam parte de sua rotina há anos e mesmo nos Jogos Olímpicos de Pequim (2008), ela já as sentia, mas em menor intensidade.

Por causa da lesão, Maurren não disputou o Circuito Europeu Indoor no início do ano e ficou três semanas em tratamento fisioterápico intensivo após o Troféu Brasil, em junho. No Campeonato Mundial, em Berlim, a saltadora não conseguiu fazer todos os saltos aos quais tinha direito e foi sétima na final.

"Ela tentou tratamentos mais conservadores para competir, mas agora não deu mais", lembra Moura.

Final - Três brasileiros disputarão a Final Mundial de Atletismo no fim de semana, em Tessalonica, Grécia. A IAAF (Associação das Federações Internacionais de Atletismo) confirmou Fabiana Murer, Keila Costa e Jadel Gregório na disputa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Maurren Magi é operada e fica sem competir em 2010

Marta Teixeira
Do Diário do Grande ABC

10/09/2009 | 07:00


A saltadora Maurren Maggi foi submetida a uma artroscopia no joelho direito na manhã de ontem e deve ficar uma temporada sem competir. "É difícil dizer quanto tempo será necessário para sua recuperação e o médico também não quis estabelecer um prazo. Vamos tratar a Maurren dia a dia, mas sem olhar o calendário. Sem estabelecer prazos", disse o técnico Nélio Moura.

Para o treinador, a parada forçada não comprometerá a atual campeã olímpica de salto em distância em seu ciclo até os Jogos de Londres. "Pelo contrário. A Maurren escolheu passar pela cirurgia agora, para estar bem n os Jogos Pan-Americanos de 2011 e na Olimpíada de 2012."

Maurren foi operada pelo médico Moisés Cohen, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. "A cirurgia foi um sucesso. Correu tudo bem e sem surpresas. Estou muito otimista e nossa expectativa é que, após a reabilitação, ela volte a competir sem dor e em sua melhor forma", explica Moura.

Maurren tinha um problema crônico no tendão patelar que, de tão comum entre atletas, é apelidado de joelho de saltador. As dores faziam parte de sua rotina há anos e mesmo nos Jogos Olímpicos de Pequim (2008), ela já as sentia, mas em menor intensidade.

Por causa da lesão, Maurren não disputou o Circuito Europeu Indoor no início do ano e ficou três semanas em tratamento fisioterápico intensivo após o Troféu Brasil, em junho. No Campeonato Mundial, em Berlim, a saltadora não conseguiu fazer todos os saltos aos quais tinha direito e foi sétima na final.

"Ela tentou tratamentos mais conservadores para competir, mas agora não deu mais", lembra Moura.

Final - Três brasileiros disputarão a Final Mundial de Atletismo no fim de semana, em Tessalonica, Grécia. A IAAF (Associação das Federações Internacionais de Atletismo) confirmou Fabiana Murer, Keila Costa e Jadel Gregório na disputa.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;