Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Marinho registra candidatura com Ana Paula Lupino, do PTB, como vice

Reprodução/Facebook Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ex-prefeito e candidato do PT em São Bernardo tem até dia 26 de outubro para trocar a chapa; nacionalmente, PTB vetou aliança com petismo e tucanato


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

24/09/2020 | 14:51


Em meio à discussão sobre a decisão nacional do PTB em vetar alianças com o PT, o ex-prefeito de São Bernardo e candidato petista na eleição deste ano, Luiz Marinho, registrou sua candidatura no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com a advogada Ana Paula Lupino (PTB) como vice.

A escolha por Ana Paula foi anunciada no começo deste mês. Porém, o presidente nacional do PTB, o ex-deputado federal Roberto Jefferson, publicou, no dia 4 de setembro, resolução na qual proibia alianças do partido com legendas adversárias do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), entre elas PT, PSDB, DEM, Psol e PSB. Depois, anulou a convenção do PTB de São Bernardo, que encaminhou a parceria com o petismo e com Marinho.

Apesar da apresentação da documentação da candidatura com Ana Paula como vice, Marinho pode trocar a companheira de chapa caso não consiga reverter esse impasse junto à cúpula petebista. Pela legislação eleitoral, os partidos políticos têm até o dia 26 de outubro (20 dias antes do primeiro turno) para substituir candidato a cargo majoritário, como é o cenário no PT de São Bernardo.

Nesta quarta-feira (23), em entrevista ao Diário, Marinho tervigersou sobre o tema. "Vamos ver. É preciso ter paciência”, sintetizou, ao avaliar como extemporânea a decisão de Jefferson em suspender a convenção do PTB - ele evitou criticar o cacique petebista.

OUTRAS CIDADES
Em outros municípios onde, se a decisão de Jefferson for levada ao pé da letra, há risco de mudança na chapa majoritária, as parcerias previamente acertadas do PTB foram mantidas. Casos de Santo André - onde o prefeito Paulo Serra (PSDB) registrou a tentativa de reeleição com Luiz Zacarias (PTB) de vice - e Mauá - onde o núcleo petebista aderiu à campanha de Marcelo Oliveira (PT).
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Marinho registra candidatura com Ana Paula Lupino, do PTB, como vice

Ex-prefeito e candidato do PT em São Bernardo tem até dia 26 de outubro para trocar a chapa; nacionalmente, PTB vetou aliança com petismo e tucanato

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

24/09/2020 | 14:51


Em meio à discussão sobre a decisão nacional do PTB em vetar alianças com o PT, o ex-prefeito de São Bernardo e candidato petista na eleição deste ano, Luiz Marinho, registrou sua candidatura no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com a advogada Ana Paula Lupino (PTB) como vice.

A escolha por Ana Paula foi anunciada no começo deste mês. Porém, o presidente nacional do PTB, o ex-deputado federal Roberto Jefferson, publicou, no dia 4 de setembro, resolução na qual proibia alianças do partido com legendas adversárias do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), entre elas PT, PSDB, DEM, Psol e PSB. Depois, anulou a convenção do PTB de São Bernardo, que encaminhou a parceria com o petismo e com Marinho.

Apesar da apresentação da documentação da candidatura com Ana Paula como vice, Marinho pode trocar a companheira de chapa caso não consiga reverter esse impasse junto à cúpula petebista. Pela legislação eleitoral, os partidos políticos têm até o dia 26 de outubro (20 dias antes do primeiro turno) para substituir candidato a cargo majoritário, como é o cenário no PT de São Bernardo.

Nesta quarta-feira (23), em entrevista ao Diário, Marinho tervigersou sobre o tema. "Vamos ver. É preciso ter paciência”, sintetizou, ao avaliar como extemporânea a decisão de Jefferson em suspender a convenção do PTB - ele evitou criticar o cacique petebista.

OUTRAS CIDADES
Em outros municípios onde, se a decisão de Jefferson for levada ao pé da letra, há risco de mudança na chapa majoritária, as parcerias previamente acertadas do PTB foram mantidas. Casos de Santo André - onde o prefeito Paulo Serra (PSDB) registrou a tentativa de reeleição com Luiz Zacarias (PTB) de vice - e Mauá - onde o núcleo petebista aderiu à campanha de Marcelo Oliveira (PT).
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;