Fechar
Publicidade

Sábado, 17 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

EUA: Furacão Laura evolui para 4 e já é considerado 'extremamente perigoso'

Reprodução Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


26/08/2020 | 15:45


Passando pelo Golfo do México e cada vez mais próximo do continente, o Furacão Laura evoluiu para a categoria quatro e já é considerado "extremamente perigoso" pelo Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês), com ventos de até 193 km/h. A previsão é que o furacão chegue já na manhã desta quinta-feira, 27, aos estados americanos de Texas e Louisiana.

"Tempestade catastrófica, ventos extremos e enchentes são esperados", diz o órgão americano. "Resta pouco tempo para proteger a vida e a propriedade antes que os ventos aumentem", alerta o NHC, em nota oficial. Existe a possibilidade de evolução à categoria cinco, a mais elevada.

O Furacão Laura já provocou o fechamento da maioria das plataformas de petróleo no Golfo do México. De acordo com dados de ontem do Escritório de Segurança e Fiscalização Ambiental (BSEE, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, 84,3% da produção petrolífera da região está suspensa. As atualizações de hoje ainda não foram divulgadas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA: Furacão Laura evolui para 4 e já é considerado 'extremamente perigoso'


26/08/2020 | 15:45


Passando pelo Golfo do México e cada vez mais próximo do continente, o Furacão Laura evoluiu para a categoria quatro e já é considerado "extremamente perigoso" pelo Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês), com ventos de até 193 km/h. A previsão é que o furacão chegue já na manhã desta quinta-feira, 27, aos estados americanos de Texas e Louisiana.

"Tempestade catastrófica, ventos extremos e enchentes são esperados", diz o órgão americano. "Resta pouco tempo para proteger a vida e a propriedade antes que os ventos aumentem", alerta o NHC, em nota oficial. Existe a possibilidade de evolução à categoria cinco, a mais elevada.

O Furacão Laura já provocou o fechamento da maioria das plataformas de petróleo no Golfo do México. De acordo com dados de ontem do Escritório de Segurança e Fiscalização Ambiental (BSEE, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, 84,3% da produção petrolífera da região está suspensa. As atualizações de hoje ainda não foram divulgadas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;