Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Alunos aguardam poda de árvore e volta do playground

Denis Maciel Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Crianças estão há dois meses sem atividades no parque; Paço não dá prazo para concluir o serviço


Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

14/11/2018 | 07:00


 Alunos da Emeb Lauro Gomes, no Rudge Ramos, em São Bernardo, aguardam por serviço de poda de árvore e liberação do playground há dois meses. Com os dias quentes, os pais dos pequenos cobram a Prefeitura sobre prazo e lamentam perda de atividades ao ar livre.

Segundo informações de familiares das crianças da unidade, os alunos estão sem recreação no parque por risco de acidentes há cerca de dois meses, uma vez que a árvore em questão é de porte grande.

Além disso, os responsáveis reclamam que tentaram fazer pedido de poda para a administração pública, no entanto, não conseguem atendimento pelos canais de comunicação.

Pai do Enzo, 5 anos, o técnico de sistema de incêndios Romildo Rigon, 43, lamenta o cenário. “Não consegui fazer o pedido para a Prefeitura e a escola não se manifesta. Nós só queremos que façam a manutenção necessária e reabram o parquinho para as crianças.”

O pai afirma que, na manhã de ontem, a secretaria da escola informou que a solicitação foi realizada, porém, o retorno foi de que só há uma equipe apta à poda de árvores grandes e que não havia previsão de data.

A vendedora e mãe do Arthur, 5, Michele Vieira, 40, disse que após vendaval e queda de “muitos galhos” a direção da escola lacrou o espaço. “Agora começa o calor e eles estão com energia contida. Crianças de 2 a 5 anos querem brincar. Isso precisa ser visto”.

Questionada, a Prefeitura informou, por meio de nota, que “as referidas árvores estão tombadas como patrimônio histórico do município”.

Segundo a administração, após vistoria do local e constatada a necessidade das podas, foi orientado que a Secretaria de Educação solicite ao Compah (Conselho de Patrimônio Histórico) autorização para o serviço.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Alunos aguardam poda de árvore e volta do playground

Crianças estão há dois meses sem atividades no parque; Paço não dá prazo para concluir o serviço

Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

14/11/2018 | 07:00


 Alunos da Emeb Lauro Gomes, no Rudge Ramos, em São Bernardo, aguardam por serviço de poda de árvore e liberação do playground há dois meses. Com os dias quentes, os pais dos pequenos cobram a Prefeitura sobre prazo e lamentam perda de atividades ao ar livre.

Segundo informações de familiares das crianças da unidade, os alunos estão sem recreação no parque por risco de acidentes há cerca de dois meses, uma vez que a árvore em questão é de porte grande.

Além disso, os responsáveis reclamam que tentaram fazer pedido de poda para a administração pública, no entanto, não conseguem atendimento pelos canais de comunicação.

Pai do Enzo, 5 anos, o técnico de sistema de incêndios Romildo Rigon, 43, lamenta o cenário. “Não consegui fazer o pedido para a Prefeitura e a escola não se manifesta. Nós só queremos que façam a manutenção necessária e reabram o parquinho para as crianças.”

O pai afirma que, na manhã de ontem, a secretaria da escola informou que a solicitação foi realizada, porém, o retorno foi de que só há uma equipe apta à poda de árvores grandes e que não havia previsão de data.

A vendedora e mãe do Arthur, 5, Michele Vieira, 40, disse que após vendaval e queda de “muitos galhos” a direção da escola lacrou o espaço. “Agora começa o calor e eles estão com energia contida. Crianças de 2 a 5 anos querem brincar. Isso precisa ser visto”.

Questionada, a Prefeitura informou, por meio de nota, que “as referidas árvores estão tombadas como patrimônio histórico do município”.

Segundo a administração, após vistoria do local e constatada a necessidade das podas, foi orientado que a Secretaria de Educação solicite ao Compah (Conselho de Patrimônio Histórico) autorização para o serviço.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;