Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Bernardo ganha 3ª ciclorrota ecológica

Trajeto de cerca de 80 quilômetros entre Grajaú e Santos foi autorizado ontem pelo governo estadual


Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

31/05/2018 | 07:00


O governo do Estado autorizou, ontem, a realização de estudo de viabilidade econômica para a criação da Rota Cicloturística Márcia Prado, que liga o Grajaú, no extremo Sul da Capital paulista, a Santos, na Baixada Santista, passando por São Bernardo e Cubatão – trajeto de cerca de 80 quilômetros. Se viabilizado o circuito será o terceiro destinado ao ecoturismo na cidade do Grande ABC – além do Caminho do Sal e do Caminho do Capivari.

Conforme a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), documento assinado pelo governador Márcio França (PSB) ontem permite à Ecovias – concessionária responsável pela operação do SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes) – elaborar os projetos funcionais e executivos da obra. Não foram informados, entretanto, prazos para que os estudos fiquem prontos.

O projeto inclui a construção de ciclovia de seis quilômetros na Rodovia dos Imigrantes (SP-160) e na alça da Interligação Planalto até o acesso ao Parque Estadual da Serra do Mar, onde o ciclista passa a utilizar a Estrada de Manutenção. Está prevista, ainda, a construção de passarela para a transposição das pistas de interligação do SAI.

Para o secretário de Gestão Ambiental de São Bernardo, José Carlos Gobbis Pagliuca, o novo trajeto deverá incrementar o ecoturismo regional. “Já temos duas ciclorrotas consolidadas. No caso do Caminho do Capivari (percurso de 25 quilômetros), já foram realizadas três expedições, com 150 ciclistas cada. No segundo semestre, estamos programando evento para divulgar o Caminho do Sal (trecho de 50 quilômetros entre Santo André, São Bernardo e Mogi das Cruzes).”

PASSEIO

O governo estadual anunciou ontem a criação de passeio ciclístico anual pela Via Anchieta (SP-150), que será realizado sempre no primeiro domingo de dezembro. Neste ano, o evento está marcado para o dia 2 de dezembro, entre 6h e 12h. O trajeto terá início na altura do km 9,7 da via, na Capital, e término no km 65,6, em Santos.

Também foi criado ontem o Ciclo Comitê Paulista, que irá incentivar o debate e ações para veículos não motorizados no Estado de São Paulo com representantes das secretarias e órgãos estaduais, além de Polícia Militar Rodoviária, representantes do Legislativo e dos municípios, além da sociedade civil.

MÁRCIA PRADO

Foi sancionado ontem projeto de Lei que institui a Rota Cicloturística Márcia Prado – percurso inspirado em um dos últimos trajetos realizados pela ciclista que dá nome à lei em vida.

Márcia Regina de Andrade Prado faleceu no dia 14 de janeiro de 2009 ao ser atropelada por um ônibus enquanto pedalava na Avenida Paulista, em São Paulo. Ela era massagista e figura recorrente nas bicicletadas de São Paulo. A propositura partiu do deputado estadual Davi Zaia (PPS).

Seminário discute coexistência entre desenvolvimento e natureza

Com o propósito de discutir maneiras de se aplicar, na prática, o desenvolvimento sustentável, São Bernardo agendou, para terça-feira, seminário. O evento, cujo mote é Agenda 2030 da ONU e a Rota 2030 em São Bernardo, pretende reunir representantes do poder público, setores industriais, organizações de proteção ambiental e a sociedade civil na Câmara dos Vereadores, entre 14h e 17h.

“Queremos entender como os desenvolvimentos industrial e tecnológico podem acontecer sem que haja impacto no meio ambiente, com o aumento da degradação. A ideia é que as empresas, administração pública, sociedade encontrem maneiras seguras de coexistir com a natureza”, explica o secretário de Gestão Ambiental de São Bernardo, José Carlos Gobbis Pagliuca.

O pacto global da ONU (Organização das Nações Unidas) prevê, até 2030, 17 metas para os países. “Temos 12 anos para atingir estes objetivos. Em parte já os cumprimos, mas muitas destas medidas não dependem apenas da administração, por isso a ideia de unir todos os segmentos da sociedade em um seminário”, ressalta o secretário de Gestão Ambiental.

A programação terá início às 14h com recepção e, às 14h15, está prevista abertura do evento com o prefeito Orlando Morando (PSDB). A partir das 14h30, será realizada palestra com a diretora do escritório regional do programa Cidades do Pacto Global da ONU para o Brasil, Patrícia Iglecias.

Posteriormente, às 15h15, será a vez de o diretor técnico da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), Henry Joseph Jr., presidir a palestra Rota 2030 – Sustentabilidade da Indústria Automotiva e seu Impacto no Município.

Por fim, a partir das 16h, Rodolfo Viana, presidente da Fundação Espaço Eco, falará sobre a Sustentabilidade que se Mede.  



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;