Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Uruguai supera Jamaica e vence a 1ª em despedida na Copa América Centenário



14/06/2016 | 01:19


Foi somente na terceira e última rodada do Grupo C, mas enfim o Uruguai venceu na Copa América Centenário. Na noite desta segunda-feira, o time de Cavani, Godín e Lodeiro derrotou a Jamaica por 3 a 0, em Santa Clara, e se despediu da competição com vitória nos Estados Unidos. Abel Hernández, Corujo e Watson (contra) marcaram os gols da partida.

A partida serviu apenas para cumprir tabela. Uruguai e Jamaica entraram em campo desclassificados, em razão dos resultados anteriores. O time uruguaio perdeu para México (3 a 1) e Venezuela (1 a 0), enquanto os jamaicanos repetiram a derrota e o placar para os venezuelanos e foram batidos pelos mexicanos por 2 a 0.

Mais cedo, o México assegurou a primeira colocação deste Grupo C, ao buscar empate com a Venezuela por 1 a 1. Os venezuelanos devem encarar a Argentina nas quartas de final. A equipe mexicana vai enfrentar o vencedor de Chile x Panamá - este jogo será disputado nesta terça.

O JOGO - Como aconteceu nos dois jogos anteriores, o Uruguai esteve sem Luis Suárez. Sem condições de entrar em campo porque ainda se recupera de problema muscular na coxa direita, ele acompanhou a partida do banco de reservas. De lá, viu sua equipe entrar em campo ainda na ressaca da eliminação precoce, na rodada passada.

Mesmo assim, o Uruguai não teve maiores problemas para se impor diante da Jamaica no primeiro tempo, embora não tenha encontrado a facilidade que esperava - o time jamaicano registrou maior posse de bola na etapa inicial, com 55%, contra 45% dos uruguaios.

Abel Hernández foi o grande nome da equipe sul-americana na etapa inicial. Protagonizou os principais lances ofensivos e foi o autor do gol marcado aos 20 minutos. No lance, ele recebeu grande passe de Lodeiro, entrou na área e encheu o pé para estufar as redes do goleiro Blake.

Hernández quase ampliou aos 35, em finalização perigosa da entrada da área. O goleiro jamaicano se esticou para evitar o segundo gol uruguaio. Na sequência, o zagueiro Godín desperdiçou outra boa chance do Uruguai. Livre de marcação dentro da área, o defensor cabeceou para fora, aos 36.

Na segunda etapa, o destaque negativo foi Cavani, que acumulou seguidas chances desperdiçadas. Na melhor delas, carimbou a trave, aos 18 minutos. Se o principal atacante uruguaio não brilhava, a defesa jamaicana dava uma ajuda inesperada. Aos 20, Watson desviou jogada da dupla Hernández e Lodeiro e anotou o segundo gol do adversário.

Mais eficiente que Cavani, que perdeu ao todo quatro boas chances de marcar, Corujo definiu a vitória uruguaia ao anotar o terceiro gol. Pouco depois de entrar em campo, ele bateu cruzado e rasteiro da direita e venceu o goleiro Blake, selando o placar.

FICHA TÉCNICA:

URUGUAI 3 x 0 JAMAICA

URUGUAI - Muslera; Maxi Pereira, José Giménez, Godín, Gastón Silva; Arévalo Ríos, Álvaro González (Corujo), Lodeiro, Carlos Sánchez (Vecino); Abel Hernández (Gastón Ramírez) e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez.

JAMAICA - Blake; Watson, Mariappa, Morgan, Jermaine Taylor; Michael Hector, Williamson (Austin), McCleary, McAnuff (Binns); Donaldson (Orgill) e Barnes. Técnico: Winfried Schäfer.

GOLS - Abel Hernández, aos 20 minutos do primeiro tempo. Watson (contra), aos 20, e Corujo, aos 43 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Michael Hector e Austin.

ÁRBITRO - Wilson Lamouroux (Colômbia).

LOCAL - Levi's Stadium, em Santa Clara (EUA).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Uruguai supera Jamaica e vence a 1ª em despedida na Copa América Centenário


14/06/2016 | 01:19


Foi somente na terceira e última rodada do Grupo C, mas enfim o Uruguai venceu na Copa América Centenário. Na noite desta segunda-feira, o time de Cavani, Godín e Lodeiro derrotou a Jamaica por 3 a 0, em Santa Clara, e se despediu da competição com vitória nos Estados Unidos. Abel Hernández, Corujo e Watson (contra) marcaram os gols da partida.

A partida serviu apenas para cumprir tabela. Uruguai e Jamaica entraram em campo desclassificados, em razão dos resultados anteriores. O time uruguaio perdeu para México (3 a 1) e Venezuela (1 a 0), enquanto os jamaicanos repetiram a derrota e o placar para os venezuelanos e foram batidos pelos mexicanos por 2 a 0.

Mais cedo, o México assegurou a primeira colocação deste Grupo C, ao buscar empate com a Venezuela por 1 a 1. Os venezuelanos devem encarar a Argentina nas quartas de final. A equipe mexicana vai enfrentar o vencedor de Chile x Panamá - este jogo será disputado nesta terça.

O JOGO - Como aconteceu nos dois jogos anteriores, o Uruguai esteve sem Luis Suárez. Sem condições de entrar em campo porque ainda se recupera de problema muscular na coxa direita, ele acompanhou a partida do banco de reservas. De lá, viu sua equipe entrar em campo ainda na ressaca da eliminação precoce, na rodada passada.

Mesmo assim, o Uruguai não teve maiores problemas para se impor diante da Jamaica no primeiro tempo, embora não tenha encontrado a facilidade que esperava - o time jamaicano registrou maior posse de bola na etapa inicial, com 55%, contra 45% dos uruguaios.

Abel Hernández foi o grande nome da equipe sul-americana na etapa inicial. Protagonizou os principais lances ofensivos e foi o autor do gol marcado aos 20 minutos. No lance, ele recebeu grande passe de Lodeiro, entrou na área e encheu o pé para estufar as redes do goleiro Blake.

Hernández quase ampliou aos 35, em finalização perigosa da entrada da área. O goleiro jamaicano se esticou para evitar o segundo gol uruguaio. Na sequência, o zagueiro Godín desperdiçou outra boa chance do Uruguai. Livre de marcação dentro da área, o defensor cabeceou para fora, aos 36.

Na segunda etapa, o destaque negativo foi Cavani, que acumulou seguidas chances desperdiçadas. Na melhor delas, carimbou a trave, aos 18 minutos. Se o principal atacante uruguaio não brilhava, a defesa jamaicana dava uma ajuda inesperada. Aos 20, Watson desviou jogada da dupla Hernández e Lodeiro e anotou o segundo gol do adversário.

Mais eficiente que Cavani, que perdeu ao todo quatro boas chances de marcar, Corujo definiu a vitória uruguaia ao anotar o terceiro gol. Pouco depois de entrar em campo, ele bateu cruzado e rasteiro da direita e venceu o goleiro Blake, selando o placar.

FICHA TÉCNICA:

URUGUAI 3 x 0 JAMAICA

URUGUAI - Muslera; Maxi Pereira, José Giménez, Godín, Gastón Silva; Arévalo Ríos, Álvaro González (Corujo), Lodeiro, Carlos Sánchez (Vecino); Abel Hernández (Gastón Ramírez) e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez.

JAMAICA - Blake; Watson, Mariappa, Morgan, Jermaine Taylor; Michael Hector, Williamson (Austin), McCleary, McAnuff (Binns); Donaldson (Orgill) e Barnes. Técnico: Winfried Schäfer.

GOLS - Abel Hernández, aos 20 minutos do primeiro tempo. Watson (contra), aos 20, e Corujo, aos 43 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Michael Hector e Austin.

ÁRBITRO - Wilson Lamouroux (Colômbia).

LOCAL - Levi's Stadium, em Santa Clara (EUA).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;