Setecidades

Incêndio atinge centro de Umbanda em Santo André


Um incêndio de média proporção atingiu um centro de Umbanda localizado na Rua Alexandre Dumas, bairro Homero Thon, em Santo André, na tarde deste sábado. Segundo vizinhos, é a segunda vez este mês que o local é afetado pelas chamas, provavelmente, causadas pelas velas deixadas acesas. Uma viatura do Corpo de Bombeiros e duas da PM (Polícia Militar) foram destinadas para o atendimento da ocorrência.

Segundo informações da PM, o caso foi notificado às 16h50. Os bombeiros chegaram rapidamente e conteram as chamas, que destruíram parcialmente a parte da frente do imóvel onde funciona a Tenda de Umbanda e Casa da Encantada Cigana Esmeralda.

Vizinha do imóvel afetado, a dona de casa Eliana Rui Cecílio, 49 anos, foi quem chamou o socorro nas duas ocasiões em que o incêndio teve início. "Na sexta-feira (dia 08) já era mais de 23 horas quando vi a fumaça. Dessa vez, se os bombeiros não chegam logo, ia atingir o quarto do meu filho", lamentou.

A moradora relatou que na ocasião do primeiro incidente pediu ao proprietário do imóvel que deixasse um telefone de contato caso houvesse novo incêndio, mas que o responsável pelo centro não atendeu ao seu pedido. O caso será registrado no 6° DP (Vila Mazzei) como incêndio em residência. Se o responsável pelo centro não tiver autorização da Prefeitura para as atividades que são desenvolvidas no local pode sofrer algum tipo de sanção administrativa. O proprietário do imóvel não foi localizado nem identificado. 

VELAS

Na noite do dia 12 de outubro, o excesso de velas também ocasionou princípio de incêndio no velário da Igreja de Nossa Senhora Aparecida, de São Caetano. As paredes foram queimadas, mas o fogo não chegou a atingir a igreja, que manteve a programação de missas daquele final de semana.

Comentários


Veja Também


Incêndio atinge centro de Umbanda em Santo André

Um incêndio de média proporção atingiu um centro de Umbanda localizado na Rua Alexandre Dumas, bairro Homero Thon, em Santo André, na tarde deste sábado. Segundo vizinhos, é a segunda vez este mês que o local é afetado pelas chamas, provavelmente, causadas pelas velas deixadas acesas. Uma viatura...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar