Fechar
Publicidade

Sábado, 17 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O prefeito Geraldino Loti dá um alô

A série que Memória vem publicando sobre as eleições municipais do Grande ABC tem permitido várias descobertas, entre as quais o paradeiro do segundo prefeito de Rio Grande da Serra


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

05/03/2021 | 07:19


Prefeito entre 1969 e 1973, vice-prefeito de 1989 a 1992, Geraldino Loti Filho vive em Caldas Novas (Goiás) desde quando se aposentou como ouvidor da CTBC (Companhia Telefônica da Borda do Campo), em novembro de 1998. Antes disso, e durante 16 anos, foi turista, visitando sempre a chamada terra das águas quentes goianas.

Na CTBC, fez carreira. Licenciou-se apenas durante a campanha para prefeito de Rio Grande da Serra, quando visitava os eleitores de bicicleta, e depois, durante o mandato. Concluída a administração, voltou para o trabalho em Santo André. Quando vice-prefeito, não chegou a assumir interinamente a chefia do Executivo municipal.

O seu casamento, em 20 de fevereiro de 1971, com Maria Luiza Luminati, outro dia narrado de passagem aqui em <CF160>Memória</CF>, foi um acontecimento. Geraldino era o mais jovem prefeito do Grande ABC, e muito querido, tanto que a maioria dos prefeitos o prestigiou na antiga matriz de Rio Grande da Serra, como demonstra a foto que ele enviou à Memória diretamente de Caldas Novas.

HOJE
Geraldino e Maria Luiza têm três filhos – a professora Paula Cristina, casada com Doca, também de Rio Grande da Serra; a biomédica Priscila; e o caçula Fernando, diretor do Insanos Moto Clube. Netos: Vinicius, Nicolas, as gêmeas Alice e Allef, Enzo e Bento; está a caminho a primeira bisneta, Ailá, filha de Nicolas.

Primeiras audiências

Em 1956 foram realizados os três primeiros julgamentos no Fórum de São Bernardo, cuja instalação ocorrera no ano anterior, em 10 de outubro de 1955

Aqueles acontecimentos históricos foram presididos pelo Dr. Horácio de Carvalho Junior, o primeiro juiz de direito da comarca. Representou o Ministério Público o Dr. Alberto Penteado Cardoso, promotor titular da Comarca.
1º JULGAMENTO – Data: 27 de fevereiro de 1956. Tentativa de homicídio. Réu defendido pelo Dr. Otto João Gustavo Bethke, hoje o mais antigo advogado da Comarca. O juiz desclassificou o crime para lesões corporais, sendo aplicada a pena de três meses de detenção.
2º JULGAMENTO – Data: 28 de fevereiro de 1971. Homicídio consumado. Réu defendido pelo Dr. Mario de Luca. Réu condenado a seis anos de prisão.
3º JULGAMENTO – Data: 29 de fevereiro de 1971. Réu defendido pelo Dr. J. B. Viana de Moraes. Em segundo julgamento, o júri condenou o réu, por homicídio, a quatro anos de reclusão. No júri anterior, realizado na comarca de Santo André, o réu havia sido absolvido.
Fonte: O Estado de S. Paulo, 1-3-1956.

Os votos do Simões
Memória 23-2-2021

Pedro Manoel Cordeiro, da Associação Pró-Memória de Ribeirão Pires, informa que houve um erro no item 474 da série sobre a história das eleições municipais. Ele tem razão. Registramos a informação correta.
474 –Em Ribeirão Pires, a Arena lançou em 1969 dois candidatos: Antonio Simões e Valentino Redivo (o Tatu); e o MDB saiu com candidato único, João Batista Rocha. Deu Simões, da Arena 2, com 2.803 votos; Redivo, da Arena 1, ficou com 2.128 votos e Rocha com 974.

Diário há meio século

Sexta-feira, 5 de março de 1971 – ano 13, edição 1477

Manchete – Novo bombardeio: paz se distancia
Hanói (AFP e Serviço Local) – O Vietnã do Norte se prepara para enfrentar violento bombardeio e ataque terrestre das forças militares do Vietnã do Sul.
São Bernardo – Prefeitura inaugura o 16º posto de puericultura, na Rua Albino Demarchi, bairro Demarchi.
Futebol – Seleção de São Caetano joga domingo (7 de março de 1971) no Alto da Serra com o EC Elclor.
Copa João Ramalho – Prefeito Américo Perrella garante que a Seleção de Mauá disputará o segundo torneiro de futebol envolvendo as cidades locais.

Em 5 de março de...

1921 –  Sucedem-se os graves conflitos entre comunistas e fascistas na Itália. Num deles, morreram seis pessoas, ficando muitas feridas.
1956 – Em São Paulo, era entregue ao tráfego de veículos trecho da Avenida Marginal Direita do Rio Tietê, entre as pontes das Bandeiras e do Limão.

Santos do Dia

- João José da Cruz

TEÓFILO. Bispo da Cesareia, na Palestina: viveu nos primeiros tempos do cristianismo



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

O prefeito Geraldino Loti dá um alô

A série que Memória vem publicando sobre as eleições municipais do Grande ABC tem permitido várias descobertas, entre as quais o paradeiro do segundo prefeito de Rio Grande da Serra

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

05/03/2021 | 07:19


Prefeito entre 1969 e 1973, vice-prefeito de 1989 a 1992, Geraldino Loti Filho vive em Caldas Novas (Goiás) desde quando se aposentou como ouvidor da CTBC (Companhia Telefônica da Borda do Campo), em novembro de 1998. Antes disso, e durante 16 anos, foi turista, visitando sempre a chamada terra das águas quentes goianas.

Na CTBC, fez carreira. Licenciou-se apenas durante a campanha para prefeito de Rio Grande da Serra, quando visitava os eleitores de bicicleta, e depois, durante o mandato. Concluída a administração, voltou para o trabalho em Santo André. Quando vice-prefeito, não chegou a assumir interinamente a chefia do Executivo municipal.

O seu casamento, em 20 de fevereiro de 1971, com Maria Luiza Luminati, outro dia narrado de passagem aqui em <CF160>Memória</CF>, foi um acontecimento. Geraldino era o mais jovem prefeito do Grande ABC, e muito querido, tanto que a maioria dos prefeitos o prestigiou na antiga matriz de Rio Grande da Serra, como demonstra a foto que ele enviou à Memória diretamente de Caldas Novas.

HOJE
Geraldino e Maria Luiza têm três filhos – a professora Paula Cristina, casada com Doca, também de Rio Grande da Serra; a biomédica Priscila; e o caçula Fernando, diretor do Insanos Moto Clube. Netos: Vinicius, Nicolas, as gêmeas Alice e Allef, Enzo e Bento; está a caminho a primeira bisneta, Ailá, filha de Nicolas.

Primeiras audiências

Em 1956 foram realizados os três primeiros julgamentos no Fórum de São Bernardo, cuja instalação ocorrera no ano anterior, em 10 de outubro de 1955

Aqueles acontecimentos históricos foram presididos pelo Dr. Horácio de Carvalho Junior, o primeiro juiz de direito da comarca. Representou o Ministério Público o Dr. Alberto Penteado Cardoso, promotor titular da Comarca.
1º JULGAMENTO – Data: 27 de fevereiro de 1956. Tentativa de homicídio. Réu defendido pelo Dr. Otto João Gustavo Bethke, hoje o mais antigo advogado da Comarca. O juiz desclassificou o crime para lesões corporais, sendo aplicada a pena de três meses de detenção.
2º JULGAMENTO – Data: 28 de fevereiro de 1971. Homicídio consumado. Réu defendido pelo Dr. Mario de Luca. Réu condenado a seis anos de prisão.
3º JULGAMENTO – Data: 29 de fevereiro de 1971. Réu defendido pelo Dr. J. B. Viana de Moraes. Em segundo julgamento, o júri condenou o réu, por homicídio, a quatro anos de reclusão. No júri anterior, realizado na comarca de Santo André, o réu havia sido absolvido.
Fonte: O Estado de S. Paulo, 1-3-1956.

Os votos do Simões
Memória 23-2-2021

Pedro Manoel Cordeiro, da Associação Pró-Memória de Ribeirão Pires, informa que houve um erro no item 474 da série sobre a história das eleições municipais. Ele tem razão. Registramos a informação correta.
474 –Em Ribeirão Pires, a Arena lançou em 1969 dois candidatos: Antonio Simões e Valentino Redivo (o Tatu); e o MDB saiu com candidato único, João Batista Rocha. Deu Simões, da Arena 2, com 2.803 votos; Redivo, da Arena 1, ficou com 2.128 votos e Rocha com 974.

Diário há meio século

Sexta-feira, 5 de março de 1971 – ano 13, edição 1477

Manchete – Novo bombardeio: paz se distancia
Hanói (AFP e Serviço Local) – O Vietnã do Norte se prepara para enfrentar violento bombardeio e ataque terrestre das forças militares do Vietnã do Sul.
São Bernardo – Prefeitura inaugura o 16º posto de puericultura, na Rua Albino Demarchi, bairro Demarchi.
Futebol – Seleção de São Caetano joga domingo (7 de março de 1971) no Alto da Serra com o EC Elclor.
Copa João Ramalho – Prefeito Américo Perrella garante que a Seleção de Mauá disputará o segundo torneiro de futebol envolvendo as cidades locais.

Em 5 de março de...

1921 –  Sucedem-se os graves conflitos entre comunistas e fascistas na Itália. Num deles, morreram seis pessoas, ficando muitas feridas.
1956 – Em São Paulo, era entregue ao tráfego de veículos trecho da Avenida Marginal Direita do Rio Tietê, entre as pontes das Bandeiras e do Limão.

Santos do Dia

- João José da Cruz

TEÓFILO. Bispo da Cesareia, na Palestina: viveu nos primeiros tempos do cristianismo

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;