Fechar
Publicidade

Sábado, 8 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Maradona chega ao Japão com status de 'pop star'


Do Diário OnLine
Com agências

28/06/2002 | 08:47


Maradona (segurando os óculos escuros) desembarca no aeroporto de Narita. Foto: AFP A seleção de seu país deu adeus à Copa faz tempo. Mas Diego Armando Maradona, capitão da Argentina campeã Mundial em 1986, desembarcou nesta sexta-feira ao Japão, para assistir à final da Copa de 2002 (domingo, entre Brasil e Alemanha). Maradona foi recepcionado no aeroporto de Narita, nas proximidades de Tóquio, com honras de 'pop star'. Cerca de 100 torcedores japoneses foram recepcioná-lo com bandeiras e camisas argentinas.

Maradona finalmente desembarcou no Japão. O astro argentino deveria ter acompanhado a Copa desde a primeira fase, mas o governo japonês negou-lhe visto de entrada no país por causa dos problemas com drogas (como determina a legislação local). A recusa causou o rompimento de um contrato firmado entre Maradona e uma TV mexicana que o havia contratado para ser comentarista.

Depois de um pequenino incidente diplomático, o 'pibe' argentino Maradona só foi aceito no Japão depois de muita insistência do governo argentino, que o enviou ao Oriente como 'representante do Ministério do Turismo e Esportes'. O presidente da Fifa, Joseph Blatter, já tratou de incluir Maradona no rol de 'convidados de honra' para a final.

Diego Maradona desembarcou no aeroporto de Narita procedente de Amsterdã (Holanda), onde fez uma escala depois de sair de Havana (Cuba). Ele permanecerá uma semana no país, segundo um porta-voz do Ministério nipônico de Relações Exteriores.

Cerca de 100 pessoas esperaram durante várias horas a chegada do ídolo. A presença da torcida japonesa com bandeiras argentinas conseguiu arrancar sorrisos do capitão da seleção campeã do México-1986.

"Estou tranquilo porque não matei ninguém. Sinto-me bem", foi a curta declaração do astro ao chegar ao aeroporto de Narita, de onde se dirigiu ao hotel Imperial de Tóquio, seu local de hospedagem.

Embora se recusasse a assinar autógrafos, Maradona apertou a mão de vários de seus 'fãs' que foram saudá-lo no saguão do aeroporto.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Maradona chega ao Japão com status de 'pop star'

Do Diário OnLine
Com agências

28/06/2002 | 08:47


Maradona (segurando os óculos escuros) desembarca no aeroporto de Narita. Foto: AFP A seleção de seu país deu adeus à Copa faz tempo. Mas Diego Armando Maradona, capitão da Argentina campeã Mundial em 1986, desembarcou nesta sexta-feira ao Japão, para assistir à final da Copa de 2002 (domingo, entre Brasil e Alemanha). Maradona foi recepcionado no aeroporto de Narita, nas proximidades de Tóquio, com honras de 'pop star'. Cerca de 100 torcedores japoneses foram recepcioná-lo com bandeiras e camisas argentinas.

Maradona finalmente desembarcou no Japão. O astro argentino deveria ter acompanhado a Copa desde a primeira fase, mas o governo japonês negou-lhe visto de entrada no país por causa dos problemas com drogas (como determina a legislação local). A recusa causou o rompimento de um contrato firmado entre Maradona e uma TV mexicana que o havia contratado para ser comentarista.

Depois de um pequenino incidente diplomático, o 'pibe' argentino Maradona só foi aceito no Japão depois de muita insistência do governo argentino, que o enviou ao Oriente como 'representante do Ministério do Turismo e Esportes'. O presidente da Fifa, Joseph Blatter, já tratou de incluir Maradona no rol de 'convidados de honra' para a final.

Diego Maradona desembarcou no aeroporto de Narita procedente de Amsterdã (Holanda), onde fez uma escala depois de sair de Havana (Cuba). Ele permanecerá uma semana no país, segundo um porta-voz do Ministério nipônico de Relações Exteriores.

Cerca de 100 pessoas esperaram durante várias horas a chegada do ídolo. A presença da torcida japonesa com bandeiras argentinas conseguiu arrancar sorrisos do capitão da seleção campeã do México-1986.

"Estou tranquilo porque não matei ninguém. Sinto-me bem", foi a curta declaração do astro ao chegar ao aeroporto de Narita, de onde se dirigiu ao hotel Imperial de Tóquio, seu local de hospedagem.

Embora se recusasse a assinar autógrafos, Maradona apertou a mão de vários de seus 'fãs' que foram saudá-lo no saguão do aeroporto.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;