Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ricardo Costa elogia melhora na maturidade do EC São Bernardo

Treinador exalta postura do time diante de lances polêmicos causados pelo Osasco FC


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

12/09/2017 | 07:00


O EC São Bernardo conquistou larga vantagem sobre o Osasco FC na semifinal do Paulista da Segunda Divisão. Sexta-feira, fora de casa, o Cachorrão venceu por 3 a 0 e pode até perder por três gols de diferença – por ter feito melhor campanha –, domingo, no Baetão, que ainda assim alcança o acesso à Série A-3. E um dos pontos exaltados pelo técnico Ricardo Costa foi a postura dos atletas, mesmo em lances polêmicos.

Na primeira etapa, por exemplo, o atacante Marreta, do Osasco, não praticou fair play e provocou confusão generalizada. Final similar ao lance que o médico do adversário, Newton de Castro Neto, causou por se recusar a atender atleta do Cachorrão no segundo tempo.

“A gente vem melhorando em relação à maturidade. Time é novo, jovem. Foi jogo nervoso. A falta de fair play poderia ter causado problema maior. Faltou sensibilidade da arbitragem. Já o médico não pode fazer o que fez. Foi mais torcedor do que profissional. Deveria ser punido, porque está para atender e não duvidar se atleta está ou não sentindo (dor)”, apontou o treinador. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ricardo Costa elogia melhora na maturidade do EC São Bernardo

Treinador exalta postura do time diante de lances polêmicos causados pelo Osasco FC

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

12/09/2017 | 07:00


O EC São Bernardo conquistou larga vantagem sobre o Osasco FC na semifinal do Paulista da Segunda Divisão. Sexta-feira, fora de casa, o Cachorrão venceu por 3 a 0 e pode até perder por três gols de diferença – por ter feito melhor campanha –, domingo, no Baetão, que ainda assim alcança o acesso à Série A-3. E um dos pontos exaltados pelo técnico Ricardo Costa foi a postura dos atletas, mesmo em lances polêmicos.

Na primeira etapa, por exemplo, o atacante Marreta, do Osasco, não praticou fair play e provocou confusão generalizada. Final similar ao lance que o médico do adversário, Newton de Castro Neto, causou por se recusar a atender atleta do Cachorrão no segundo tempo.

“A gente vem melhorando em relação à maturidade. Time é novo, jovem. Foi jogo nervoso. A falta de fair play poderia ter causado problema maior. Faltou sensibilidade da arbitragem. Já o médico não pode fazer o que fez. Foi mais torcedor do que profissional. Deveria ser punido, porque está para atender e não duvidar se atleta está ou não sentindo (dor)”, apontou o treinador. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;