Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 29 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O próximo passo de Brás Marinho


Junior Carvalho

30/05/2017 | 07:00


Irmão do ex-prefeito de São Bernardo Luiz Marinho (PT), Brás Marinho (PT) foi reconduzido à presidência do diretório petista da cidade, mesmo a contragosto da maioria das lideranças da legenda. Pelo estatuto do partido, não terá direito a mais uma reeleição. E, sabedor disso, tem comentado com alguns aliados sobre a possibilidade de ele concorrer à vereança em 2020. Mas, antes de esse passo se concretizar, precisaria construir minimamente uma aliança para sustentar sua candidatura. Ainda mais se seu irmão vier como prefeiturável daqui três anos – em tese, o candidato ao cargo máximo evita defender o nome de um só postulante a vereador de sua chapa.

BASTIDORES

Sindicalismo
Wagner Santana, conhecido com Wagnão, foi eleito para presidir o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC para os próximos três anos em abril. Conhecida figura do meio sindical, o trabalhador da Volkswagen agora entra de vez no radar da política regional. O sindicato é celeiro de produção de vereadores, deputados e até prefeitos do Grande ABC. Wagnão possui perfil mais discreto, porém terá missão de conduzir a entidade no momento em que o PT enfrenta crise institucional – pela primeira vez não elegeu prefeitos na região.

Mudança
Ex-secretário de Segurança Pública de Mauá, Carlos Wilson Tomaz, concursado na Prefeitura da cidade, foi cedido para trabalhar na Câmara de Santo André. Seu cargo ainda não foi divulgado no Legislativo andreense. Tomaz passou anos militando pelo PSB, mas mudou para o PTdoB para seguir apoio ao ex-prefeito mauaense Donisete Braga.

Novo líder
Vereador de primeiro mandato, Joilson Santos inicia jornada como líder da bancada do PT na sessão de amanhã. Ele substitui o parlamentar José Luís Ferrarezi, que renunciou à vaga depois de desentendimentos com o diretório do petismo de São Bernardo. Joilson terá missão de tentar apaziguar o clima entre a bancada e a direção da legenda em São Bernardo.

Guarda na Câmara
O vereador Ricardinho da Enfermagem (PTB), de Mauá, sugeriu ao prefeito Atila Jacomussi (PSB) que haja descolamento de um guarda-civil municipal para acompanhar os trabalhos legislativos. “(O requerimento) Se justifica tendo em vista que durante as sessões da Câmara de Vereadores está acontecendo interferência dos munícipes, muitas vezes levando o presidente da Casa interromper a sessão.”

Repercussão
A lista de petistas derrotados que trabalham ou indicaram alguém para trabalhar em gabinetes na Assembleia Legislativa causou furor entre militantes da legenda no Grande ABC. Tanto que teve deputado que passou o dia respondendo a questionamentos sobre as indicações. Ao todo, 20 políticos ou parentes atuam na estrutura legislativa do Estado.

Novas profissões
Os filhos de um ex-prefeito de Santo André pelo PT e um ex-vereador da cidade, também pelo petismo, viraram sócios em uma casa noturna no bairro Jardim. O estabelecimento deve ser reinaugurado ainda nesta semana. Outro ex-secretário de um governo petista no município se tornou corretor de imóveis. Há petistas também trabalhando para o Uber. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

O próximo passo de Brás Marinho

Junior Carvalho

30/05/2017 | 07:00


Irmão do ex-prefeito de São Bernardo Luiz Marinho (PT), Brás Marinho (PT) foi reconduzido à presidência do diretório petista da cidade, mesmo a contragosto da maioria das lideranças da legenda. Pelo estatuto do partido, não terá direito a mais uma reeleição. E, sabedor disso, tem comentado com alguns aliados sobre a possibilidade de ele concorrer à vereança em 2020. Mas, antes de esse passo se concretizar, precisaria construir minimamente uma aliança para sustentar sua candidatura. Ainda mais se seu irmão vier como prefeiturável daqui três anos – em tese, o candidato ao cargo máximo evita defender o nome de um só postulante a vereador de sua chapa.

BASTIDORES

Sindicalismo
Wagner Santana, conhecido com Wagnão, foi eleito para presidir o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC para os próximos três anos em abril. Conhecida figura do meio sindical, o trabalhador da Volkswagen agora entra de vez no radar da política regional. O sindicato é celeiro de produção de vereadores, deputados e até prefeitos do Grande ABC. Wagnão possui perfil mais discreto, porém terá missão de conduzir a entidade no momento em que o PT enfrenta crise institucional – pela primeira vez não elegeu prefeitos na região.

Mudança
Ex-secretário de Segurança Pública de Mauá, Carlos Wilson Tomaz, concursado na Prefeitura da cidade, foi cedido para trabalhar na Câmara de Santo André. Seu cargo ainda não foi divulgado no Legislativo andreense. Tomaz passou anos militando pelo PSB, mas mudou para o PTdoB para seguir apoio ao ex-prefeito mauaense Donisete Braga.

Novo líder
Vereador de primeiro mandato, Joilson Santos inicia jornada como líder da bancada do PT na sessão de amanhã. Ele substitui o parlamentar José Luís Ferrarezi, que renunciou à vaga depois de desentendimentos com o diretório do petismo de São Bernardo. Joilson terá missão de tentar apaziguar o clima entre a bancada e a direção da legenda em São Bernardo.

Guarda na Câmara
O vereador Ricardinho da Enfermagem (PTB), de Mauá, sugeriu ao prefeito Atila Jacomussi (PSB) que haja descolamento de um guarda-civil municipal para acompanhar os trabalhos legislativos. “(O requerimento) Se justifica tendo em vista que durante as sessões da Câmara de Vereadores está acontecendo interferência dos munícipes, muitas vezes levando o presidente da Casa interromper a sessão.”

Repercussão
A lista de petistas derrotados que trabalham ou indicaram alguém para trabalhar em gabinetes na Assembleia Legislativa causou furor entre militantes da legenda no Grande ABC. Tanto que teve deputado que passou o dia respondendo a questionamentos sobre as indicações. Ao todo, 20 políticos ou parentes atuam na estrutura legislativa do Estado.

Novas profissões
Os filhos de um ex-prefeito de Santo André pelo PT e um ex-vereador da cidade, também pelo petismo, viraram sócios em uma casa noturna no bairro Jardim. O estabelecimento deve ser reinaugurado ainda nesta semana. Outro ex-secretário de um governo petista no município se tornou corretor de imóveis. Há petistas também trabalhando para o Uber. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;