Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Família luta para transferir bebê que carece de cirurgia

Hospital da Mulher, em Sto.André, não tem
recursos para fazer o procedimento cirúrgico


Vanessa de Oliveira
Do Diário do Grande ABC

13/05/2017 | 07:00


 O bebê Guilherme Oliveira de Souza tem apenas 10 dias de vida e já enfrenta grande luta contra a burocracia, a qual dificulta a sobrevivência dele. A criança, que está na UTI do Hospital da Mulher Maria José dos Santos Stein, em Santo André, nasceu com síndrome de hipoplasia do coração esquerdo e precisa urgentemente de cirurgia. Como o local não dispõe dos recursos necessários, ela precisa ser transferido, situação que, mesmo com liminar concedida pela Justiça pedindo o ato, ainda não ocorreu.

A criança foi cadastrada na Cross (Central de Regulação e Ofertas de Serviços de Saúde), do governo estadual. “No hospital, falam sobre a existência de uma fila de liminar no Cross, mas não dizem sobre nosso caso. Estamos à mercê, e o bebê correndo risco”, fala Tatiana de Oliveira de Castro, 34 anos, tia de Guilherme.

Em nota, a Prefeitura de Santo André enfatizou que o quadro da criança é “extremamente grave e que o bebê está recebendo toda a assistência disponível”.

Já a Secretaria de Estado da Saúde afirmou que iniciou os processos de regulação e busca de vaga e que “os médicos da Cross estão monitorando a evolução de seu quadro de saúde”. “É importante deixar claro que apenas a disponibilidade de vagas não é suficiente para a transferência. É necessário que o paciente apresente condições clínicas de ser transferido”, concluiu.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Família luta para transferir bebê que carece de cirurgia

Hospital da Mulher, em Sto.André, não tem
recursos para fazer o procedimento cirúrgico

Vanessa de Oliveira
Do Diário do Grande ABC

13/05/2017 | 07:00


 O bebê Guilherme Oliveira de Souza tem apenas 10 dias de vida e já enfrenta grande luta contra a burocracia, a qual dificulta a sobrevivência dele. A criança, que está na UTI do Hospital da Mulher Maria José dos Santos Stein, em Santo André, nasceu com síndrome de hipoplasia do coração esquerdo e precisa urgentemente de cirurgia. Como o local não dispõe dos recursos necessários, ela precisa ser transferido, situação que, mesmo com liminar concedida pela Justiça pedindo o ato, ainda não ocorreu.

A criança foi cadastrada na Cross (Central de Regulação e Ofertas de Serviços de Saúde), do governo estadual. “No hospital, falam sobre a existência de uma fila de liminar no Cross, mas não dizem sobre nosso caso. Estamos à mercê, e o bebê correndo risco”, fala Tatiana de Oliveira de Castro, 34 anos, tia de Guilherme.

Em nota, a Prefeitura de Santo André enfatizou que o quadro da criança é “extremamente grave e que o bebê está recebendo toda a assistência disponível”.

Já a Secretaria de Estado da Saúde afirmou que iniciou os processos de regulação e busca de vaga e que “os médicos da Cross estão monitorando a evolução de seu quadro de saúde”. “É importante deixar claro que apenas a disponibilidade de vagas não é suficiente para a transferência. É necessário que o paciente apresente condições clínicas de ser transferido”, concluiu.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;