Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Inadimplência cresceu 62%, diz BC


Luiz Federico
Do Diário do Grande ABC

15/04/2006 | 08:41


O volume de cheques sem fundos emitidos em todo o território nacional aumentou 62% em março em relação a fevereiro, totalizando 4,3 milhões de cheques devolvidos.

Em relação a março do ano passado, o avanço foi de 13,68%, de acordo com levtamento realizado pela empresa de consultoria Equifax.

Para o coordenador do Centro de Conhecimento da Equifax, Alcides Leite, o grande aumento do volume de cheques devolvidos deve-se, principalmente, à expansão do crédito bancário ocorrido no período e ao alto grau de endividamento das famílias com compromissos adquiridos via crédito consignado (com desconto em folha), fenômeno marcante nas classes C e D.

Dados da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade) aponta que o crédito consignado com desconto em folha representa mais de R$ 34 bilhões, o equivalente a 46% do crédito pessoal administrado pelas instituições financeiras nacionais - privadas e públicas.

Nos últimos doze meses, o crédito ao consumidor aumentou mais de 69%.

Para Alcides Leite, o quadro da inadimplência deverá entrar em um processo de retração. "O esgotamento da capacidade de contrair dívidas e o crescimento da renda familiar, fruto do salário mínimo maior, devem inibir a expansão da inadimplência ao longo de 2006", prevê.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Inadimplência cresceu 62%, diz BC

Luiz Federico
Do Diário do Grande ABC

15/04/2006 | 08:41


O volume de cheques sem fundos emitidos em todo o território nacional aumentou 62% em março em relação a fevereiro, totalizando 4,3 milhões de cheques devolvidos.

Em relação a março do ano passado, o avanço foi de 13,68%, de acordo com levtamento realizado pela empresa de consultoria Equifax.

Para o coordenador do Centro de Conhecimento da Equifax, Alcides Leite, o grande aumento do volume de cheques devolvidos deve-se, principalmente, à expansão do crédito bancário ocorrido no período e ao alto grau de endividamento das famílias com compromissos adquiridos via crédito consignado (com desconto em folha), fenômeno marcante nas classes C e D.

Dados da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade) aponta que o crédito consignado com desconto em folha representa mais de R$ 34 bilhões, o equivalente a 46% do crédito pessoal administrado pelas instituições financeiras nacionais - privadas e públicas.

Nos últimos doze meses, o crédito ao consumidor aumentou mais de 69%.

Para Alcides Leite, o quadro da inadimplência deverá entrar em um processo de retração. "O esgotamento da capacidade de contrair dívidas e o crescimento da renda familiar, fruto do salário mínimo maior, devem inibir a expansão da inadimplência ao longo de 2006", prevê.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;