Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Israel julgará próximo governo palestino de acordo com seus atos


Da AFP

13/11/2006 | 07:57


A ministra de Relações Exteriores de Israel, Tzipi Livni, afirmou nesta segunda-feira que o futuro governo palestino será julgado de acordo com seus atos, um dia depois do anúncio de que Mohammed Al-Chbeir deve ser o próximo primeiro-ministro palestino.

"A questão não é saber quem será membro desse governo, mas o que fará e se aceitará as condições exigidas pelo mundo: renunciar ao terrorismo e à violência e reconhecer Israel e os acordos firmados", afirmou Tzipi Livni à rádio pública.

"Há onze meses que o mundo mantém sua posição. Os dirigentes do Hamas já puderam compreender que não podem continuar com sua ideologia e seguir recebendo dinheiro, beneficiando-se de uma legitimidade internacional", acrescentou a ministra.

Tzipi Livni deu as declarações em Los Angeles, Estados Unidos, onde acompanha o 75º Congresso das Comunidades Judaicas dos Estados Unidos (UJC).

O Fatah, movimento do presidente Mahmud Abbas, e o Hamas chegaram a um acordo sobre Mohammed al-Chbeir, ex-presidente da Universidade Islâmica de Gaza, para ser o próximo primeiro-ministro de um gabinete de unidade nacional esperado para o fim de novembro.

Mohammed al-Chbeir, que nasceu em 1946, estudou farmacologia na Universidade de Alexandria, no Egito, e depois nos Estados Unidos, onde obteve doutorado em microbiologia na Universidade de West Virginia.

É considerado um simpatizante do movimento islâmico Hamas, mas nunca pertenceu a esta organização.

Os palestinos esperam que a saída de Ismail Haniyeh, atual primeiro-ministro e um dos dirigentes políticos do Hamas, permita a suspensão do boicote internacional.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Israel julgará próximo governo palestino de acordo com seus atos

Da AFP

13/11/2006 | 07:57


A ministra de Relações Exteriores de Israel, Tzipi Livni, afirmou nesta segunda-feira que o futuro governo palestino será julgado de acordo com seus atos, um dia depois do anúncio de que Mohammed Al-Chbeir deve ser o próximo primeiro-ministro palestino.

"A questão não é saber quem será membro desse governo, mas o que fará e se aceitará as condições exigidas pelo mundo: renunciar ao terrorismo e à violência e reconhecer Israel e os acordos firmados", afirmou Tzipi Livni à rádio pública.

"Há onze meses que o mundo mantém sua posição. Os dirigentes do Hamas já puderam compreender que não podem continuar com sua ideologia e seguir recebendo dinheiro, beneficiando-se de uma legitimidade internacional", acrescentou a ministra.

Tzipi Livni deu as declarações em Los Angeles, Estados Unidos, onde acompanha o 75º Congresso das Comunidades Judaicas dos Estados Unidos (UJC).

O Fatah, movimento do presidente Mahmud Abbas, e o Hamas chegaram a um acordo sobre Mohammed al-Chbeir, ex-presidente da Universidade Islâmica de Gaza, para ser o próximo primeiro-ministro de um gabinete de unidade nacional esperado para o fim de novembro.

Mohammed al-Chbeir, que nasceu em 1946, estudou farmacologia na Universidade de Alexandria, no Egito, e depois nos Estados Unidos, onde obteve doutorado em microbiologia na Universidade de West Virginia.

É considerado um simpatizante do movimento islâmico Hamas, mas nunca pertenceu a esta organização.

Os palestinos esperam que a saída de Ismail Haniyeh, atual primeiro-ministro e um dos dirigentes políticos do Hamas, permita a suspensão do boicote internacional.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;