Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Equipe do BID vem a Sto.André por aval definitivo à licitação de projetos de obras viárias

Nario Barbosa/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Técnicos do banco analisarão de hoje até sexta-feira planos da gestão petista


Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

02/03/2015 | 07:00


Equipe do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) desembarca hoje em Santo André, onde ficará até sexta-feira, por aval definitivo a licitação de projetos de obras viárias na cidade. Técnicos da instituição farão última análise in loco das propostas desenvolvidas pela administração do prefeito Carlos Grana (PT) – dentro do programa total, o Paço intermedeia nesta etapa a liberação da amostra de 30% dos valores, equivalente a US$ 50 milhões (R$ 130 milhões).

Essa é a terceira visita, chamada de missão, firmada no município pelo grupo, responsável pela autorização do convênio, desde o início das tratativas pelo acordo. A partir da vistoria, o banco estipula prazo interno de 30 dias para resposta ao termo e, caso esteja adequado, dar sinal verde para realização do certame e financiamento da proposta. Na lista consta o alteamento da Avenida dos Estados (aproximadamente R$ 40 milhões), na altura do Viaduto Castelo Branco, no bairro Santa Terezinha, e a construção da segunda alça do Viaduto Antônio Adib Chammas (cerca de R$ 15 milhões), no Centro.

Aproveitando o cenário, o governo petista marcou para amanhã, no Paço, audiência pública para expor o projeto, medida exigida pela instituição. O secretário de Mobilidade Urbana, Obras e Serviços Públicos, Paulinho Serra (PSD), afirmou que o procedimento “é formalidade” que visa detalhar cada item da proposta. “Faremos a exposição do material elaborado. Duas empresas (Geométrica e Cetec Engenharia) foram contratadas para auxiliar no trâmite. Esse pode ser o primeiro contrato da história assinado entre a Prefeitura e o BID”, alegou o pessedista.
Seis pessoas integram a equipe do banco, que avalia toda a parte técnica e deve fazer os apontamentos derradeiros para finalização do texto. “O projeto está em nível de abertura de licitação, nos moldes internacionais”, adicionou.

No grupo, há dois integrantes que formam a área econômica. A dupla ficará incumbida de levantar a capacidade financeira do Paço para contrair o crédito. Apesar de a Prefeitura estar com dificuldade de caixa, principalmente relacionada à queda na arrecadação, a dívida maior não está atrelada a financiamentos. Grana sinalizou a intenção de licitar os projetos no fim deste mês. A expectativa é que as obras estejam prontas entre dezembro e janeiro.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Equipe do BID vem a Sto.André por aval definitivo à licitação de projetos de obras viárias

Técnicos do banco analisarão de hoje até sexta-feira planos da gestão petista

Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

02/03/2015 | 07:00


Equipe do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) desembarca hoje em Santo André, onde ficará até sexta-feira, por aval definitivo a licitação de projetos de obras viárias na cidade. Técnicos da instituição farão última análise in loco das propostas desenvolvidas pela administração do prefeito Carlos Grana (PT) – dentro do programa total, o Paço intermedeia nesta etapa a liberação da amostra de 30% dos valores, equivalente a US$ 50 milhões (R$ 130 milhões).

Essa é a terceira visita, chamada de missão, firmada no município pelo grupo, responsável pela autorização do convênio, desde o início das tratativas pelo acordo. A partir da vistoria, o banco estipula prazo interno de 30 dias para resposta ao termo e, caso esteja adequado, dar sinal verde para realização do certame e financiamento da proposta. Na lista consta o alteamento da Avenida dos Estados (aproximadamente R$ 40 milhões), na altura do Viaduto Castelo Branco, no bairro Santa Terezinha, e a construção da segunda alça do Viaduto Antônio Adib Chammas (cerca de R$ 15 milhões), no Centro.

Aproveitando o cenário, o governo petista marcou para amanhã, no Paço, audiência pública para expor o projeto, medida exigida pela instituição. O secretário de Mobilidade Urbana, Obras e Serviços Públicos, Paulinho Serra (PSD), afirmou que o procedimento “é formalidade” que visa detalhar cada item da proposta. “Faremos a exposição do material elaborado. Duas empresas (Geométrica e Cetec Engenharia) foram contratadas para auxiliar no trâmite. Esse pode ser o primeiro contrato da história assinado entre a Prefeitura e o BID”, alegou o pessedista.
Seis pessoas integram a equipe do banco, que avalia toda a parte técnica e deve fazer os apontamentos derradeiros para finalização do texto. “O projeto está em nível de abertura de licitação, nos moldes internacionais”, adicionou.

No grupo, há dois integrantes que formam a área econômica. A dupla ficará incumbida de levantar a capacidade financeira do Paço para contrair o crédito. Apesar de a Prefeitura estar com dificuldade de caixa, principalmente relacionada à queda na arrecadação, a dívida maior não está atrelada a financiamentos. Grana sinalizou a intenção de licitar os projetos no fim deste mês. A expectativa é que as obras estejam prontas entre dezembro e janeiro.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;