Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Exportaçao pelos Correios pode subir para US$ 10 mil


Do Diário do Grande ABC

21/08/1999 | 13:52


Empresas que utilizam os Correios para exportar poderao vender ao mercado externo o equivalente a até US$ 10 mil por operaçao, ante os US$ 3 mil atuais, de acordo com projeto apresentado pelo ministro das Comunicaçoes, Pimenta da Veiga, na Câmara de Comércio Exterior (Camex). O programa, chamado de Exporte Fácil, começa em outubro com um projeto piloto e deve ser adotado definitivamente a partir de janeiro. "Ainda sao necessários pequenos ajustes na área da Receita Federal, mas a avaliaçao política é que o projeto deve ser implementado a partir do próximo ano", disse o ministro.

A meta é atender um universo de cerca de 10 mil empresas que exportam anualmente até US$ 1 milhao. Com o novo processo, que seria ligado ao Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex), o pequeno e microexportador terá muito mais facilidades para vender. "Hoje quem exporta tem de procurar um despachante aduaneiro, pagar taxas e enfrentar a burocracia", disse Pimenta. Pelo Exporte Fácil, bastará o interessado dirigir-se a uma agência da ECT e credenciar-se. Nas agências, haverá produtos diferenciados para esse exportador, de acordo com o volume e a quantidade do que quer exportar. Nao haverá limite de peso para o projeto. Hoje, o Sedex Internacional tem limite de 30 quilos e o valor máximo para exportaçao é menor.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Exportaçao pelos Correios pode subir para US$ 10 mil

Do Diário do Grande ABC

21/08/1999 | 13:52


Empresas que utilizam os Correios para exportar poderao vender ao mercado externo o equivalente a até US$ 10 mil por operaçao, ante os US$ 3 mil atuais, de acordo com projeto apresentado pelo ministro das Comunicaçoes, Pimenta da Veiga, na Câmara de Comércio Exterior (Camex). O programa, chamado de Exporte Fácil, começa em outubro com um projeto piloto e deve ser adotado definitivamente a partir de janeiro. "Ainda sao necessários pequenos ajustes na área da Receita Federal, mas a avaliaçao política é que o projeto deve ser implementado a partir do próximo ano", disse o ministro.

A meta é atender um universo de cerca de 10 mil empresas que exportam anualmente até US$ 1 milhao. Com o novo processo, que seria ligado ao Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex), o pequeno e microexportador terá muito mais facilidades para vender. "Hoje quem exporta tem de procurar um despachante aduaneiro, pagar taxas e enfrentar a burocracia", disse Pimenta. Pelo Exporte Fácil, bastará o interessado dirigir-se a uma agência da ECT e credenciar-se. Nas agências, haverá produtos diferenciados para esse exportador, de acordo com o volume e a quantidade do que quer exportar. Nao haverá limite de peso para o projeto. Hoje, o Sedex Internacional tem limite de 30 quilos e o valor máximo para exportaçao é menor.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;