Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 13 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Seleção faz treino leve em clima festivo em Puerto Ordaz


Da AFP

26/06/2007 | 21:08


A seleção brasileira fez nesta terça-feira em um ambiente festivo seu primeiro treino em Puerto Ordaz, local de sua partida de quarta-feira contra o México pelo Grupo B da Copa América.

Diante de uma centena de torcedores brasileiros e cerca de 50 venezuelanos entusiasmados, os jogadores chegaram ao campo do Centro Português Venezuelano de Guayana, na beira do rio Orinoco, pouco depois das 17h (18h de Brasília).

Um cordão de segurança de soldados armados chegou a ser instalado na porta do hotel Intercontinental, onde está hospedada a delegação brasileira. No entanto, somente 30 torcedores, muitos deles brasileiros, aguardavam, aos gritos, a saída dos jogadores para o local do treino.

Depois dos exercícios de praxe (roda de bobo e alongamento), o técnico Dunga comandou mais um "rachão" de dois toques em campo reduzido, desta vez misturando titulares e reservas. Jogaram com colete verde Doni, Alex, Alex Silva, Maicon, Kléber, Júlio Baptista, Gilberto Silva, Mineiro, Diego, Fred e Vágner Love. Diego e Robinho foram os mais aplaudidos pela torcida.

Mais uma vez, os jogadores mostraram vontade, e desta vez se comunicaram aos gritos durante o coletivo. O problema da falta de comunicação dentro de campo havia sido apontado domingo por Dunga e seu auxiliar técnico Jorginho.

O volante Elano sofreu uma falta dura e caiu. Ele levantou mancando um pouco, mas continuou a partida. Robinho, considerado a maior estrela da seleção brasileira na Venezuela, empolgou a torcida com jogadas de efeito.

O jogo de 40 minutos terminou com a vitória do time de colete verde, que comemorou muito e chegou junto à pequena arquibancada onde estavam os torcedores, arrancando aplausos entusiasmados.

Brasil e México se enfrentarão no estádio Cachamay de Puerto Ordaz, que tem capacidade para 40 mil pessoas, sob as ordens do árbitro Sérgio Pezzota a partir das 21h50 de Brasília.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Seleção faz treino leve em clima festivo em Puerto Ordaz

Da AFP

26/06/2007 | 21:08


A seleção brasileira fez nesta terça-feira em um ambiente festivo seu primeiro treino em Puerto Ordaz, local de sua partida de quarta-feira contra o México pelo Grupo B da Copa América.

Diante de uma centena de torcedores brasileiros e cerca de 50 venezuelanos entusiasmados, os jogadores chegaram ao campo do Centro Português Venezuelano de Guayana, na beira do rio Orinoco, pouco depois das 17h (18h de Brasília).

Um cordão de segurança de soldados armados chegou a ser instalado na porta do hotel Intercontinental, onde está hospedada a delegação brasileira. No entanto, somente 30 torcedores, muitos deles brasileiros, aguardavam, aos gritos, a saída dos jogadores para o local do treino.

Depois dos exercícios de praxe (roda de bobo e alongamento), o técnico Dunga comandou mais um "rachão" de dois toques em campo reduzido, desta vez misturando titulares e reservas. Jogaram com colete verde Doni, Alex, Alex Silva, Maicon, Kléber, Júlio Baptista, Gilberto Silva, Mineiro, Diego, Fred e Vágner Love. Diego e Robinho foram os mais aplaudidos pela torcida.

Mais uma vez, os jogadores mostraram vontade, e desta vez se comunicaram aos gritos durante o coletivo. O problema da falta de comunicação dentro de campo havia sido apontado domingo por Dunga e seu auxiliar técnico Jorginho.

O volante Elano sofreu uma falta dura e caiu. Ele levantou mancando um pouco, mas continuou a partida. Robinho, considerado a maior estrela da seleção brasileira na Venezuela, empolgou a torcida com jogadas de efeito.

O jogo de 40 minutos terminou com a vitória do time de colete verde, que comemorou muito e chegou junto à pequena arquibancada onde estavam os torcedores, arrancando aplausos entusiasmados.

Brasil e México se enfrentarão no estádio Cachamay de Puerto Ordaz, que tem capacidade para 40 mil pessoas, sob as ordens do árbitro Sérgio Pezzota a partir das 21h50 de Brasília.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;