Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Investidor na Internet trabalha no giro da carteira



29/09/1999 | 14:41


O investidor do mercado de açoes pela Internet, tem, em grande parte, entre 40 e 50 anos, é do sexo masculino e exerce alguma profissao voltada para ciências exatas, como engenharia, administraçao de empresas ou economia. Este investidor virtual trabalha mais no giro de carteira do que no longo prazo e, realiza duas operaçoes, em média, a cada vez que decide negociar. Estes sao os primeiros resultados de uma pesquisa realizada pela corretora Coin Valores, que procurou traçar um perfil dos investidores que estao comprando e vendendo açoes pela Internet.

De acordo com esse trabalho, 27% desse público tem mais de 40 anos, contra 16% dos que tem entre 41 e 45 anos e outros 16% dos que estao entre 36 e 40 anos. O público mais jovem, entre 20 e 30 anos, totaliza 24%. Diz o estudo que essa faixa etária entre 20 e 30 anos é mais agressiva nas negociaçoes pela rede. Além disso, o jovem opera com mais freqüência. Os mais velhos sao mais precavidos: quanto mais alta a faixa etária, mais se opera com moderaçao. A pesquisa da Coin Valores, diz também, que 42% dos seus investidores vem de outras regioes fora do Estado de Sao Paulo.

Os investidores da Coin Valores tem as mais variadas profissoes, com a predominância de administradores de empresas (16%), engenheiros (15%), empresários (11%) e economistas (9%). Diz o estudo que, a tendência desse investidor é de um começo tímido, testando o sistema e, passando a operar com mais freqüência à medida que sentem mais confiança.

Segundo o diretor da Coin Valores, Randolph Haynes, 25% dos negócios realizados pela corretora sao feitos pela Internet. O volume desses negócios chega a R$6 milhoes por mês. A corretora dispoe atualmente, de 800 clientes ativos na Internet. Haynes acredita que o retorno dos investimentos realizados pela Coin Valores na Internet, de R$1 milhao deverá ocorrer em três ou quatro anos. Para ele, para que este sistema de negociaçoes via Internet seja auto-financiável, o ideal seria a corretora ter cinco mil clientes operando. Segundo ele, 90% dos seus investidores pela rede, sao do sexo masculino e 50% nunca tinham investido na bolsa até entao.

Haynes acaba de participar do Seminário "Açoes na Internet", que está sendo realizado em Sao Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Investidor na Internet trabalha no giro da carteira


29/09/1999 | 14:41


O investidor do mercado de açoes pela Internet, tem, em grande parte, entre 40 e 50 anos, é do sexo masculino e exerce alguma profissao voltada para ciências exatas, como engenharia, administraçao de empresas ou economia. Este investidor virtual trabalha mais no giro de carteira do que no longo prazo e, realiza duas operaçoes, em média, a cada vez que decide negociar. Estes sao os primeiros resultados de uma pesquisa realizada pela corretora Coin Valores, que procurou traçar um perfil dos investidores que estao comprando e vendendo açoes pela Internet.

De acordo com esse trabalho, 27% desse público tem mais de 40 anos, contra 16% dos que tem entre 41 e 45 anos e outros 16% dos que estao entre 36 e 40 anos. O público mais jovem, entre 20 e 30 anos, totaliza 24%. Diz o estudo que essa faixa etária entre 20 e 30 anos é mais agressiva nas negociaçoes pela rede. Além disso, o jovem opera com mais freqüência. Os mais velhos sao mais precavidos: quanto mais alta a faixa etária, mais se opera com moderaçao. A pesquisa da Coin Valores, diz também, que 42% dos seus investidores vem de outras regioes fora do Estado de Sao Paulo.

Os investidores da Coin Valores tem as mais variadas profissoes, com a predominância de administradores de empresas (16%), engenheiros (15%), empresários (11%) e economistas (9%). Diz o estudo que, a tendência desse investidor é de um começo tímido, testando o sistema e, passando a operar com mais freqüência à medida que sentem mais confiança.

Segundo o diretor da Coin Valores, Randolph Haynes, 25% dos negócios realizados pela corretora sao feitos pela Internet. O volume desses negócios chega a R$6 milhoes por mês. A corretora dispoe atualmente, de 800 clientes ativos na Internet. Haynes acredita que o retorno dos investimentos realizados pela Coin Valores na Internet, de R$1 milhao deverá ocorrer em três ou quatro anos. Para ele, para que este sistema de negociaçoes via Internet seja auto-financiável, o ideal seria a corretora ter cinco mil clientes operando. Segundo ele, 90% dos seus investidores pela rede, sao do sexo masculino e 50% nunca tinham investido na bolsa até entao.

Haynes acaba de participar do Seminário "Açoes na Internet", que está sendo realizado em Sao Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;