Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Há dois anos, valor da obra era R$ 7,5 milhões mais barata


Do Diário do Grande ABC

14/11/2007 | 07:02


Quanto custarão à Prefeitura de São Bernardo as obras anunciadas para a Chácara Silvestre: R$ 21,5 milhões, conforme anunciou o secretário Admir Ferro neste ano? Ou R$ 13 milhões, conforme anunciado pelo mesmo secretário dois anos atrás?

Esta é apenas a mais recente dúvida a envolver este projeto que nunca ficou claro aos olhos da população e dos integrantes do Movimento SOS Chácara Silvestre.

Na edição de 4 de novembro de 2005 do Diário, Admir Ferro informou sobre todas as interferências previstas para a Chácara Silvestre. Na ocasião, em entrevista à jornalista Andrea Catão, Ferro destacou a construção de uma escola de educação ambiental, com palco para apresentações ao ar livre e trilhas para caminhadas, o restauro do casarão histórico e a construção do Museu de São Bernardo.

O secretário foi claro ao dizer que a vegetação existente na chácara seria mantida.

Foi categórico também o secretário ao informar que a licitação para o pacote de obras já estava aberta e que as obras teriam início até o fim de janeiro de 2006, quando a licitação estivesse concluída. Iniciadas as obras, informou o secretário, as mesmas seriam entregues no prazo de um ano.

Na mesma reportagem, Admir Ferro informou que o projeto era o mesmo de 2002, desenvolvido pela USP (Universidade de São Paulo), mas que o assunto vinha sendo discutido desde a segunda gestão do prefeito Maurício Soares (1997-2000).

Se em 2005 o secretário Ferro informava que a vegetação seria mantida, neste ano informou que seriam derrubadas 341 árvores, número posteriormente reduzido . Nos dois momentos, Ferro garantiu a visibilidade do casarão histórico.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Há dois anos, valor da obra era R$ 7,5 milhões mais barata

Do Diário do Grande ABC

14/11/2007 | 07:02


Quanto custarão à Prefeitura de São Bernardo as obras anunciadas para a Chácara Silvestre: R$ 21,5 milhões, conforme anunciou o secretário Admir Ferro neste ano? Ou R$ 13 milhões, conforme anunciado pelo mesmo secretário dois anos atrás?

Esta é apenas a mais recente dúvida a envolver este projeto que nunca ficou claro aos olhos da população e dos integrantes do Movimento SOS Chácara Silvestre.

Na edição de 4 de novembro de 2005 do Diário, Admir Ferro informou sobre todas as interferências previstas para a Chácara Silvestre. Na ocasião, em entrevista à jornalista Andrea Catão, Ferro destacou a construção de uma escola de educação ambiental, com palco para apresentações ao ar livre e trilhas para caminhadas, o restauro do casarão histórico e a construção do Museu de São Bernardo.

O secretário foi claro ao dizer que a vegetação existente na chácara seria mantida.

Foi categórico também o secretário ao informar que a licitação para o pacote de obras já estava aberta e que as obras teriam início até o fim de janeiro de 2006, quando a licitação estivesse concluída. Iniciadas as obras, informou o secretário, as mesmas seriam entregues no prazo de um ano.

Na mesma reportagem, Admir Ferro informou que o projeto era o mesmo de 2002, desenvolvido pela USP (Universidade de São Paulo), mas que o assunto vinha sendo discutido desde a segunda gestão do prefeito Maurício Soares (1997-2000).

Se em 2005 o secretário Ferro informava que a vegetação seria mantida, neste ano informou que seriam derrubadas 341 árvores, número posteriormente reduzido . Nos dois momentos, Ferro garantiu a visibilidade do casarão histórico.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;