Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Polícia Civil encontra falsa advogada previdenciária


Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

03/09/2015 | 07:00


A Polícia Civil deteve Neusa Maria Francisco, 56 anos, acusada de estelionato, na tarde de ontem, em Mauá. A mulher se passava por advogada previdenciária para aplicar golpes. Até o momento, ela foi reconhecida por oito vítimas, todas idosas. Ela responderá ao processo em liberdade.

A falsa advogada agia nas proximidades das agências do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) de Mauá e Santo André. Neusa dizia que as vítimas tinham valor maior de aposentadoria para receber e cobrava quantias altas de até R$ 10 mil para realizar os trâmites. Após o pagamento, sumia e não retornava as ligações dos clientes.

Uma das vítimas contratou a mulher por R$ 5.400 para que desse entrada na sua aposentadoria. O recibo fornecido pela estelionatária, porém, era de R$ 3.857,20. Além disso, ontem a vítima foi até o INSS e constatou que não havia processo em seu nome.

Conforme a Polícia Civil, a indiciada afirmou que não tem formação em Direito nem carteirinha da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). A ocorrência foi registrada no 1º DP (Centro).

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Polícia Civil encontra falsa advogada previdenciária

Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

03/09/2015 | 07:00


A Polícia Civil deteve Neusa Maria Francisco, 56 anos, acusada de estelionato, na tarde de ontem, em Mauá. A mulher se passava por advogada previdenciária para aplicar golpes. Até o momento, ela foi reconhecida por oito vítimas, todas idosas. Ela responderá ao processo em liberdade.

A falsa advogada agia nas proximidades das agências do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) de Mauá e Santo André. Neusa dizia que as vítimas tinham valor maior de aposentadoria para receber e cobrava quantias altas de até R$ 10 mil para realizar os trâmites. Após o pagamento, sumia e não retornava as ligações dos clientes.

Uma das vítimas contratou a mulher por R$ 5.400 para que desse entrada na sua aposentadoria. O recibo fornecido pela estelionatária, porém, era de R$ 3.857,20. Além disso, ontem a vítima foi até o INSS e constatou que não havia processo em seu nome.

Conforme a Polícia Civil, a indiciada afirmou que não tem formação em Direito nem carteirinha da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). A ocorrência foi registrada no 1º DP (Centro).

 

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;