Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 11 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Três estudantes do Grande ABC serão deputados por um dia


Rita Donato
Do Diário do Grande ABC

21/11/2007 | 08:08


Dos nove estudantes de ensino médio do Grande ABC que se inscreveram para participar do programa Parlamento Jovem, Deputado por um dia, três foram selecionados e ocuparão as cadeiras do plenário da Assembléia Legislativa, no próximo dia 23: Eduardo Assalim Vilaça, de São Bernardo, Eduardo Correia da Silva e Mirelle Maria da Silva, ambos de Santo André.

Eduardo Correia, 15, o mais jovem da turma, já é veterano no assunto. É a segunda vez consecutiva que o adolescente, aluno do 1º ano da Escola Estadual 8 de Abril, representa a região. O estudante vai defender projeto que torna obrigatória a implementação da lei de acessibilidade em todas as escolas.

“Muitos prédios, inclusive das regiões mais carentes, não têm estrutura para receber alunos com deficiência física ou mental”, argumenta.

A proposta de Correia prevê ainda a capacitação de todos os professores da rede pública e privada não habilitados para trabalhar com deficientes. “A minha idéia, ao mesmo tempo, tem o objetivo de adaptar a infra-estrutura das escolas e promover a inclusão social.”

O mesmo tema escolheu o estudante Eduardo Vilaça, que não foi encontrado para comentar sua proposta.

O projeto de Mirelle, 18, propõe mudanças no currículo escolar visando a criação de aulas práticas sobre meio ambiente. “O problema do aquecimento global me preocupa. Desde o início do ano, pensei que teríamos de realizar trabalhos para evitar as mudanças climáticas, mas tudo fica apenas no papel”, critica a jovem.

A sugestão da estudante, que cursa o 2º ano da Escola Estadual CHB Santo André, também recomenda especialização dos educadores.

“Com a reciclagem, eles poderiam nos ensinar a desenvolver projetos na área, incentivar o plantio de árvores, entre outras ações”, exemplifica. “As pessoas precisam entender a importância dos recursos naturais.”

Nesta quinta-feira, os parlamentares mirins se reunirão para discutir as melhores propostas. Serão formadas três chapas, com aproximadamente quatro pessoas e um líder, responsável em defender os projetos no dia da votação plenária.

No total, 94 adolescentes, da Capital e do interior de São Paulo, serão diplomados. A sessão será transmitida pela TV Assembléia e as propostas serão publicadas no Diário Oficial da Assembléia. “Era a iniciativa que faltava para o jovem se integrar na vida política. Afinal, também somos cidadãos”, conclui Correia.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Três estudantes do Grande ABC serão deputados por um dia

Rita Donato
Do Diário do Grande ABC

21/11/2007 | 08:08


Dos nove estudantes de ensino médio do Grande ABC que se inscreveram para participar do programa Parlamento Jovem, Deputado por um dia, três foram selecionados e ocuparão as cadeiras do plenário da Assembléia Legislativa, no próximo dia 23: Eduardo Assalim Vilaça, de São Bernardo, Eduardo Correia da Silva e Mirelle Maria da Silva, ambos de Santo André.

Eduardo Correia, 15, o mais jovem da turma, já é veterano no assunto. É a segunda vez consecutiva que o adolescente, aluno do 1º ano da Escola Estadual 8 de Abril, representa a região. O estudante vai defender projeto que torna obrigatória a implementação da lei de acessibilidade em todas as escolas.

“Muitos prédios, inclusive das regiões mais carentes, não têm estrutura para receber alunos com deficiência física ou mental”, argumenta.

A proposta de Correia prevê ainda a capacitação de todos os professores da rede pública e privada não habilitados para trabalhar com deficientes. “A minha idéia, ao mesmo tempo, tem o objetivo de adaptar a infra-estrutura das escolas e promover a inclusão social.”

O mesmo tema escolheu o estudante Eduardo Vilaça, que não foi encontrado para comentar sua proposta.

O projeto de Mirelle, 18, propõe mudanças no currículo escolar visando a criação de aulas práticas sobre meio ambiente. “O problema do aquecimento global me preocupa. Desde o início do ano, pensei que teríamos de realizar trabalhos para evitar as mudanças climáticas, mas tudo fica apenas no papel”, critica a jovem.

A sugestão da estudante, que cursa o 2º ano da Escola Estadual CHB Santo André, também recomenda especialização dos educadores.

“Com a reciclagem, eles poderiam nos ensinar a desenvolver projetos na área, incentivar o plantio de árvores, entre outras ações”, exemplifica. “As pessoas precisam entender a importância dos recursos naturais.”

Nesta quinta-feira, os parlamentares mirins se reunirão para discutir as melhores propostas. Serão formadas três chapas, com aproximadamente quatro pessoas e um líder, responsável em defender os projetos no dia da votação plenária.

No total, 94 adolescentes, da Capital e do interior de São Paulo, serão diplomados. A sessão será transmitida pela TV Assembléia e as propostas serão publicadas no Diário Oficial da Assembléia. “Era a iniciativa que faltava para o jovem se integrar na vida política. Afinal, também somos cidadãos”, conclui Correia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;