Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 11 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Kimi Raikkonen vence em Abu Dhabi

AP Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Das Agências

05/11/2012 | 07:08


 

Kimi Raikkonen voltou a vencer na Fórmula 1. O finlandês da Lotus fez grande largada e aproveitou a quebra de Lewis Hamilton ainda na primeira parte da corrida para reencontrar o lugar mais alto do pódio.

A última vitória dele tinha sido na Bélgica em 2009, pela Ferrari. Além disso, Kimi ainda fez com que o nome equipe Lotus voltasse a triunfar após 25 anos. A última conquista havia sido com Ayrton Senna, nos Estados Unidos, em 1987.

A corrida foi marcada pelas grandes atuações dos concorrentes ao título. Fernando Alonso largou em sexto e terminou em segundo, tentando aproximação em Raikkonen nas últimas voltas. Mas para azar do piloto da Ferrari, o rival Sebastian Vettel se mostrou inspirado e, em uma das melhores atuações, saiu dos boxes (excluído da classificação no sábado e caiu para último) para cravar o terceiro lugar, superando Jenson Button a três voltas do fim. Entre os brasileiros, Felipe Massa ficou em sétimo, logo a frente de Bruno Senna, oitavo.

A corrida foi interrompida duas vezes com a entrada do safety car. Na primeira, por conta do acidente de Nico Rosberg, que bateu em Narain Kartikeyan e decolou. Ambos, porém, saíram ilesos. A segunda aparição do carro de segurança foi após o acidente entre Romain Grosjean, Sergio Pérez e Paul di Resta, que também sobrou para Mark Webber.

Os incidentes ajudaram Vettel, que com boa estratégia da Red Bull foi ganhando posições. Com o resultado, o alemão agora tem dez pontos a frente de Alonso na briga pelo título mundial. (das Agências)

 

 

Bruno Senna festeja resultado e Massa reclama dos pneus

 

Bruno Senna ficou satisfeito em voltar à zona de pontuação com o oitavo lugar no GP de ontem, em Abu Dhabi. Depois de vários problemas durante os treinos, o brasileiro também teve uma corrida complicada, com acidente causado por Nico Hulkenberg na largada que o derrubou para o fim do pelotão e um pit stop lento. Diante disso, ficou feliz com o seu desempenho.

“Estou contente em fazer pontos hoje. Na largada, estava tudo bem até, de repente, estar no meio da confusão na primeira curva. Aí você vai lá para trás e tudo fica mais difícil. Foi uma corrida difícil, mas o importante é que fizemos pontos hoje (ontem), e agora estamos ajudando a equipe no campeonato”, declarou Bruno Senna após a corrida.

Do lado ferrarista, Felipe Massa, que terminou na sétima posição, admitiu que teve problemas com o rendimento de seu carro, especialmente na primeira parte da prova, com o composto macio.

“Com o pneu mole eu não tinha ritmo muito bom. Sofri bastante. Tive até consumo maior do que esperava, comparando com os outros carros. Sofri com o balanço, principalmente com o pneu mole. Com o duro, não consegui passar o Kobayashi na parte final da prova.”, afirmou o brasileiro, que assumiu a sétima colocação na tabela do Mundial, com 95 pontos. A próxima etapa da temporada 2012 da Fórmula 1 será o Grande Prêmio dos Estados Unidos, acontece no dia 18 de novembro, no novo Circuito das Américas. (das Agências)

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Kimi Raikkonen vence em Abu Dhabi

Das Agências

05/11/2012 | 07:08


 

Kimi Raikkonen voltou a vencer na Fórmula 1. O finlandês da Lotus fez grande largada e aproveitou a quebra de Lewis Hamilton ainda na primeira parte da corrida para reencontrar o lugar mais alto do pódio.

A última vitória dele tinha sido na Bélgica em 2009, pela Ferrari. Além disso, Kimi ainda fez com que o nome equipe Lotus voltasse a triunfar após 25 anos. A última conquista havia sido com Ayrton Senna, nos Estados Unidos, em 1987.

A corrida foi marcada pelas grandes atuações dos concorrentes ao título. Fernando Alonso largou em sexto e terminou em segundo, tentando aproximação em Raikkonen nas últimas voltas. Mas para azar do piloto da Ferrari, o rival Sebastian Vettel se mostrou inspirado e, em uma das melhores atuações, saiu dos boxes (excluído da classificação no sábado e caiu para último) para cravar o terceiro lugar, superando Jenson Button a três voltas do fim. Entre os brasileiros, Felipe Massa ficou em sétimo, logo a frente de Bruno Senna, oitavo.

A corrida foi interrompida duas vezes com a entrada do safety car. Na primeira, por conta do acidente de Nico Rosberg, que bateu em Narain Kartikeyan e decolou. Ambos, porém, saíram ilesos. A segunda aparição do carro de segurança foi após o acidente entre Romain Grosjean, Sergio Pérez e Paul di Resta, que também sobrou para Mark Webber.

Os incidentes ajudaram Vettel, que com boa estratégia da Red Bull foi ganhando posições. Com o resultado, o alemão agora tem dez pontos a frente de Alonso na briga pelo título mundial. (das Agências)

 

 

Bruno Senna festeja resultado e Massa reclama dos pneus

 

Bruno Senna ficou satisfeito em voltar à zona de pontuação com o oitavo lugar no GP de ontem, em Abu Dhabi. Depois de vários problemas durante os treinos, o brasileiro também teve uma corrida complicada, com acidente causado por Nico Hulkenberg na largada que o derrubou para o fim do pelotão e um pit stop lento. Diante disso, ficou feliz com o seu desempenho.

“Estou contente em fazer pontos hoje. Na largada, estava tudo bem até, de repente, estar no meio da confusão na primeira curva. Aí você vai lá para trás e tudo fica mais difícil. Foi uma corrida difícil, mas o importante é que fizemos pontos hoje (ontem), e agora estamos ajudando a equipe no campeonato”, declarou Bruno Senna após a corrida.

Do lado ferrarista, Felipe Massa, que terminou na sétima posição, admitiu que teve problemas com o rendimento de seu carro, especialmente na primeira parte da prova, com o composto macio.

“Com o pneu mole eu não tinha ritmo muito bom. Sofri bastante. Tive até consumo maior do que esperava, comparando com os outros carros. Sofri com o balanço, principalmente com o pneu mole. Com o duro, não consegui passar o Kobayashi na parte final da prova.”, afirmou o brasileiro, que assumiu a sétima colocação na tabela do Mundial, com 95 pontos. A próxima etapa da temporada 2012 da Fórmula 1 será o Grande Prêmio dos Estados Unidos, acontece no dia 18 de novembro, no novo Circuito das Américas. (das Agências)

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;