Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Variação do preço da cesta natalina dispara no Grande ABC


Ana Macchi
Do Diário do Grande ABC

15/12/2004 | 10:09


A dez dias do Natal, os produtos que compõe a cesta natalina à venda em supermercados de Santo André apresentam diferença de preço de até 104,17%. A Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André) pesquisou 14 marcas diferentes de panetones, espumantes, bacalhau, peru, chester, nozes com casca e castanha-do-pará com casca nos supermercados Extra, Big, Sonda, Wal-Mart, Carrefour, Pão de Açúçar e Coop. Mesmo com a proximidade da festa, nem todos têm à venda os itens que constam da listagem, fator que impossibilitou a Craisa de fechar os valores por supermercado.

O produto com maior variação de preço (104,17%) é o quilo da castanha-do pará, encontrada no Carrefour por R$ 9,60 e no Pão de Açúcar por R$ 19,60. Diferentemente da fruta, o quilo do peru temperado Sadia é o que tem preço mais estável (variação de 9,97%), sendo também um dos três produtos que estão nos congeladores dos sete supermercados pesquisados. O Big, que vende o quilo da fruta a R$ 6,95, é o que oferece o mais em conta para o consumidor, enquanto o Sonda registrou a opção mais cara (R$ 7,59).

O produto mais barato da cesta é o espumante Cereser (660 ml), encontrado no Wal-Mart a R$ 3,57 e vendido a R$ 4,25 no Pão de Açúcar, a R$ 3,90 no Carrefour, R$ 3,68 no Big e R$ 3,83 no Extra. Nesse caso, a diferença no mercado chegou a 19,05%. Depois da castanha, que lidera a carestia, o preço do panetone Bauducco 750g e de três marcas de bacalhau apresentaram a maior diferença, de 55,90% no caso do panetone, e 49,54%, 40,82% e 34,38% para o peixe.

Uma nova edição da pesquisa será coletada na segunda-feira. A expectativa de Reinaldo Pereira da Silva Jr., que apurou os dados para a comparação, é de que os preços oscilem ainda mais na próxima semana. "Dependendo da demanda, o custo poderá até aumentar", disse. Os supermercados que foram escolhidos são os mesmos da pesquisa da cesta básica feita pela companhia.

De olho nos preços - Em comum, os supermercados vendem apenas três dos 14 produtos avaliados - panetone tradicional Visconti 500 gramas, peru temperado Sadia e chester Sadia. Entre os sete estabelecimentos, o Wal-Mart é o mais econômico (R$ 18,93), indica a pesquisa. Os outros supermercados têm preços que variam de R$ 19,79 (Big) a R$ 21,15 (Coop). No ranking dos supermercados que oferecem maior variedade de produtos, os vencedores são Pão de Açúcar, Wal-Mart, Carrefour e Extra, com 12 produtos da lista cada. Entre eles, o Pão de Açúcar tem as seis produtos mais caros da lista, seguido pelo Wal-Mart, com dois.

Ao saber da pesquisa, a professora aposentada Maria Inês Boni lembrou que fazer uma varredura nos folhetos promocionais dos supermercados é a melhor alternativa para economizar. "Moro numa região cercada de supermercados, o que facilita bastante procurar pela melhor oferta", explicou.

A diferença dos preços destacada pela pesquisa, porém, não é tão gritante na opinião dos consumidores que preferem pagar mais caro a enfrentar as longas filas que se formam nas redes que fazem grandes promoções. "Não tenho tempo para pesquisas. Sempre vou ao supermercado que estou acostumado, independentemente dos preços. Às vezes, ir a um local por causa de um único produto não compensa o desgaste", disse o comerciante Seichi Yamashiro, 47 anos.

Para a dona de casa Maria Aparecida Locatelli, a opção mais sensata é escolher um estabelecimento para compras e, entre as ofertas, escolher o produto de melhor qualidade. Nesta terça-feira, na Coop da avenida Industrial, a consumidora encontrou mais de 20 opções de panetone por preços diversos. Coincidentemente, levou unidades de uma das marcas listadas na pesquisa. "Acho que o preço está bom. Já que é para dar presente, escolhi algo de qualidade", contou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Variação do preço da cesta natalina dispara no Grande ABC

Ana Macchi
Do Diário do Grande ABC

15/12/2004 | 10:09


A dez dias do Natal, os produtos que compõe a cesta natalina à venda em supermercados de Santo André apresentam diferença de preço de até 104,17%. A Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André) pesquisou 14 marcas diferentes de panetones, espumantes, bacalhau, peru, chester, nozes com casca e castanha-do-pará com casca nos supermercados Extra, Big, Sonda, Wal-Mart, Carrefour, Pão de Açúçar e Coop. Mesmo com a proximidade da festa, nem todos têm à venda os itens que constam da listagem, fator que impossibilitou a Craisa de fechar os valores por supermercado.

O produto com maior variação de preço (104,17%) é o quilo da castanha-do pará, encontrada no Carrefour por R$ 9,60 e no Pão de Açúcar por R$ 19,60. Diferentemente da fruta, o quilo do peru temperado Sadia é o que tem preço mais estável (variação de 9,97%), sendo também um dos três produtos que estão nos congeladores dos sete supermercados pesquisados. O Big, que vende o quilo da fruta a R$ 6,95, é o que oferece o mais em conta para o consumidor, enquanto o Sonda registrou a opção mais cara (R$ 7,59).

O produto mais barato da cesta é o espumante Cereser (660 ml), encontrado no Wal-Mart a R$ 3,57 e vendido a R$ 4,25 no Pão de Açúcar, a R$ 3,90 no Carrefour, R$ 3,68 no Big e R$ 3,83 no Extra. Nesse caso, a diferença no mercado chegou a 19,05%. Depois da castanha, que lidera a carestia, o preço do panetone Bauducco 750g e de três marcas de bacalhau apresentaram a maior diferença, de 55,90% no caso do panetone, e 49,54%, 40,82% e 34,38% para o peixe.

Uma nova edição da pesquisa será coletada na segunda-feira. A expectativa de Reinaldo Pereira da Silva Jr., que apurou os dados para a comparação, é de que os preços oscilem ainda mais na próxima semana. "Dependendo da demanda, o custo poderá até aumentar", disse. Os supermercados que foram escolhidos são os mesmos da pesquisa da cesta básica feita pela companhia.

De olho nos preços - Em comum, os supermercados vendem apenas três dos 14 produtos avaliados - panetone tradicional Visconti 500 gramas, peru temperado Sadia e chester Sadia. Entre os sete estabelecimentos, o Wal-Mart é o mais econômico (R$ 18,93), indica a pesquisa. Os outros supermercados têm preços que variam de R$ 19,79 (Big) a R$ 21,15 (Coop). No ranking dos supermercados que oferecem maior variedade de produtos, os vencedores são Pão de Açúcar, Wal-Mart, Carrefour e Extra, com 12 produtos da lista cada. Entre eles, o Pão de Açúcar tem as seis produtos mais caros da lista, seguido pelo Wal-Mart, com dois.

Ao saber da pesquisa, a professora aposentada Maria Inês Boni lembrou que fazer uma varredura nos folhetos promocionais dos supermercados é a melhor alternativa para economizar. "Moro numa região cercada de supermercados, o que facilita bastante procurar pela melhor oferta", explicou.

A diferença dos preços destacada pela pesquisa, porém, não é tão gritante na opinião dos consumidores que preferem pagar mais caro a enfrentar as longas filas que se formam nas redes que fazem grandes promoções. "Não tenho tempo para pesquisas. Sempre vou ao supermercado que estou acostumado, independentemente dos preços. Às vezes, ir a um local por causa de um único produto não compensa o desgaste", disse o comerciante Seichi Yamashiro, 47 anos.

Para a dona de casa Maria Aparecida Locatelli, a opção mais sensata é escolher um estabelecimento para compras e, entre as ofertas, escolher o produto de melhor qualidade. Nesta terça-feira, na Coop da avenida Industrial, a consumidora encontrou mais de 20 opções de panetone por preços diversos. Coincidentemente, levou unidades de uma das marcas listadas na pesquisa. "Acho que o preço está bom. Já que é para dar presente, escolhi algo de qualidade", contou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;