Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Para Alckmin, Lula não tem aptidão para governar



16/04/2006 | 10:49


O pré-candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, disse sábado que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não tem “aptidão para governar”. Na opinião do ex-governador de São Paulo, Lula “é um bom relações públicas, uma pessoa muito agradável”. Mas ressaltou: “Governar é tomar atitudes, fazer as coisas que devem ser feitas”. Alckmin, que visitou confecções na cidade de Toritama, também disse que o atual governo vem tentando empurrar responsabilidades para quem sucedê-lo em 2007. Um exemplo disso seria o Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica): “O governo teve 3 anos e meio para aprová-lo e vai deixar para o próximo”.

Para Alckmin, a desculpa de que o Congresso atrasa as votações, não é suficiente. “É responsabilidade do governo trabalhar com o Congresso. Tem maioria para absolver mensaleiro, mas não para aprovar o orçamento”, disse ele, numa referência ao atraso de quatro meses na aprovação do orçamento.

Lula teria revelado uma “visão equivocada” de governo, segundo o pré-candidato tucano, quando disse que o país não tem pressa para crescer. “Tem pressa sim”, frisou. “O mundo em que vivemos é um mundo rápido.” Alckmin afirmou ainda que “o governo tem de ser um animador, um estimulador, criador de condições para o investimento”.

Durante toda a manhã, Alckmin visitou pólos de produção de roupas na região de Caruaru. Em Toritama, foi a duas fábricas de jeans e a um shopping popular, onde comprou uma camisa por R$ 20. Em Caruaru, visitou o centro comercial da cidade, onde é negociada a produção da região. O candidato posou para fotos, recebeu beijos e cumprimentos, foi chamado de presidente. Em cada cidade que visitou foi recebido com salvas de fogos de artifício, encomendadas pelos prefeitos. No centro comercial de Caruaru, foi saudado por uma banda de pífanos e pelos repentistas Hipólito Moura e João Lourenço, que improvisaram: “Zé Serra em Caruaru deu em Lula abertamente. Agora Geraldo Alckmin vai dar nele novamente. E os corruptos do PT vão ter que sair da frente”.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Para Alckmin, Lula não tem aptidão para governar


16/04/2006 | 10:49


O pré-candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, disse sábado que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não tem “aptidão para governar”. Na opinião do ex-governador de São Paulo, Lula “é um bom relações públicas, uma pessoa muito agradável”. Mas ressaltou: “Governar é tomar atitudes, fazer as coisas que devem ser feitas”. Alckmin, que visitou confecções na cidade de Toritama, também disse que o atual governo vem tentando empurrar responsabilidades para quem sucedê-lo em 2007. Um exemplo disso seria o Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica): “O governo teve 3 anos e meio para aprová-lo e vai deixar para o próximo”.

Para Alckmin, a desculpa de que o Congresso atrasa as votações, não é suficiente. “É responsabilidade do governo trabalhar com o Congresso. Tem maioria para absolver mensaleiro, mas não para aprovar o orçamento”, disse ele, numa referência ao atraso de quatro meses na aprovação do orçamento.

Lula teria revelado uma “visão equivocada” de governo, segundo o pré-candidato tucano, quando disse que o país não tem pressa para crescer. “Tem pressa sim”, frisou. “O mundo em que vivemos é um mundo rápido.” Alckmin afirmou ainda que “o governo tem de ser um animador, um estimulador, criador de condições para o investimento”.

Durante toda a manhã, Alckmin visitou pólos de produção de roupas na região de Caruaru. Em Toritama, foi a duas fábricas de jeans e a um shopping popular, onde comprou uma camisa por R$ 20. Em Caruaru, visitou o centro comercial da cidade, onde é negociada a produção da região. O candidato posou para fotos, recebeu beijos e cumprimentos, foi chamado de presidente. Em cada cidade que visitou foi recebido com salvas de fogos de artifício, encomendadas pelos prefeitos. No centro comercial de Caruaru, foi saudado por uma banda de pífanos e pelos repentistas Hipólito Moura e João Lourenço, que improvisaram: “Zé Serra em Caruaru deu em Lula abertamente. Agora Geraldo Alckmin vai dar nele novamente. E os corruptos do PT vão ter que sair da frente”.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;