Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Crise do Verdão é tratada com cautela pelo São Paulo


Kati Dias
Do Diário do Grande ABC

24/04/2006 | 08:14


A derrota para o Fortaleza, domingo à noite, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, ficou em segundo plano e o São Paulo mostrou-se cauteloso com relação à crise do Palmeiras, adversário no duelo de quarta-feira, pelas oitavas-de-final da Copa Libertadores da América. Para o supervisor de futebol, Marco Aurélio Cunha, o Verdão não vai deixar a derrota (6 a 1) para o Figueirense, no último sábado, abalar a confiança dos jogadores.

“O Palmeiras é um clube de tradição. A Copa Libertadores da América é uma outra competição. Como nós não vamos deixar que a derrota aqui no Ceará influencie no São Paulo, o adversário não vai permitir que a derrota para o Figueirense em Santa Catarina mexa com os atletas”, afirmou o dirigente.

Já o atacante Alex Dias se solidarizou com os jogadores do alviverde. Porém, acredita que o Tricolor deva entrar no campo concentrado para não deixar que a crise do rival os afete. “Hoje (domingo) somos os favoritos, mas é um clássico e o rival tem de ser respeitado. O favoritismo vamos provar dentro de campo”, completou o atacante.

O técnico Muricy Ramalho afirmou domingo que não deixou o Campeonato Brasileiro em segundo plano no confronto de ontem à noite com o Fortaleza. Poupou oito titulares porque estes jogadores estavam muito cansados.

“Seria uma grande bobagem colocar todos os atletas em campo. Eles estavam cansados. Não iriam jogar hoje (domingo), muito menos na quarta-feira. A idéia era sair com os três pontos do estádio Castelão, mas não foi possível. Pelo menos pude observar outros jogadores”, afirmou.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Crise do Verdão é tratada com cautela pelo São Paulo

Kati Dias
Do Diário do Grande ABC

24/04/2006 | 08:14


A derrota para o Fortaleza, domingo à noite, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, ficou em segundo plano e o São Paulo mostrou-se cauteloso com relação à crise do Palmeiras, adversário no duelo de quarta-feira, pelas oitavas-de-final da Copa Libertadores da América. Para o supervisor de futebol, Marco Aurélio Cunha, o Verdão não vai deixar a derrota (6 a 1) para o Figueirense, no último sábado, abalar a confiança dos jogadores.

“O Palmeiras é um clube de tradição. A Copa Libertadores da América é uma outra competição. Como nós não vamos deixar que a derrota aqui no Ceará influencie no São Paulo, o adversário não vai permitir que a derrota para o Figueirense em Santa Catarina mexa com os atletas”, afirmou o dirigente.

Já o atacante Alex Dias se solidarizou com os jogadores do alviverde. Porém, acredita que o Tricolor deva entrar no campo concentrado para não deixar que a crise do rival os afete. “Hoje (domingo) somos os favoritos, mas é um clássico e o rival tem de ser respeitado. O favoritismo vamos provar dentro de campo”, completou o atacante.

O técnico Muricy Ramalho afirmou domingo que não deixou o Campeonato Brasileiro em segundo plano no confronto de ontem à noite com o Fortaleza. Poupou oito titulares porque estes jogadores estavam muito cansados.

“Seria uma grande bobagem colocar todos os atletas em campo. Eles estavam cansados. Não iriam jogar hoje (domingo), muito menos na quarta-feira. A idéia era sair com os três pontos do estádio Castelão, mas não foi possível. Pelo menos pude observar outros jogadores”, afirmou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;