Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Zico quer trabalhar na Europa depois da Copa


Da AFP

15/04/2006 | 13:24


O ex-craque brasileiro Zico, atual técnico da seleção do Japão, deseja treinar um clube europeu depois da Copa do Mundo da Alemanha-2006, segundo o presidente da Federação Japonesa de Futebol (JFA), Saburo Kawabuchi.

"Zico me disse que gostaria de treinar uma equipe européia depois do Mundial", declarou Kawabuchi em uma entrevista coletiva.

O presidente da JFA afirmou que teve uma reunião na quinta-feira com o treinador para informar que a sucessão já está sendo preparada. "Zico me disse que não tinha que me preocupar com ele", destacou Kawabuchi.

O ídolo brasileiro, 53 anos, que mora no Japão desde o início da década passada, onde contribuiu, ainda como jogador, para a consolidação da liga profissional nipônica (J-League), garantiu que deixará o posto de técnico do Japão após o Mundial da Alemanha.

Zico substituiu o francês Philippe Troussier no comando da seleção japonesa, depois da Copa do Mundo de 2002, disputada no Japão e Coréia do Sul. Sob o comando do ex-camisa 10 da Seleção Brasileira, a equipe conquistou a Copa da Ásia em 2004, vencendo a China por 3 a 1 na final, em Pequim.

Na Copa da Alemanha, o Japão será um dos adversários do Brasil no Grupo F. Os outros países da chave são Croácia e Austrália.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Zico quer trabalhar na Europa depois da Copa

Da AFP

15/04/2006 | 13:24


O ex-craque brasileiro Zico, atual técnico da seleção do Japão, deseja treinar um clube europeu depois da Copa do Mundo da Alemanha-2006, segundo o presidente da Federação Japonesa de Futebol (JFA), Saburo Kawabuchi.

"Zico me disse que gostaria de treinar uma equipe européia depois do Mundial", declarou Kawabuchi em uma entrevista coletiva.

O presidente da JFA afirmou que teve uma reunião na quinta-feira com o treinador para informar que a sucessão já está sendo preparada. "Zico me disse que não tinha que me preocupar com ele", destacou Kawabuchi.

O ídolo brasileiro, 53 anos, que mora no Japão desde o início da década passada, onde contribuiu, ainda como jogador, para a consolidação da liga profissional nipônica (J-League), garantiu que deixará o posto de técnico do Japão após o Mundial da Alemanha.

Zico substituiu o francês Philippe Troussier no comando da seleção japonesa, depois da Copa do Mundo de 2002, disputada no Japão e Coréia do Sul. Sob o comando do ex-camisa 10 da Seleção Brasileira, a equipe conquistou a Copa da Ásia em 2004, vencendo a China por 3 a 1 na final, em Pequim.

Na Copa da Alemanha, o Japão será um dos adversários do Brasil no Grupo F. Os outros países da chave são Croácia e Austrália.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;