Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Reality show da Band quer revelar craque do futebol


Danielle Araújo
Da Tv Press

15/04/2005 | 11:18


A epidemia de reality shows que contamina emissoras de todo o mundo chega agora ao futebol. A Nike do Brasil, em parceria com a Band, desenvolveu o programa Joga 10, que se propõe a “descobrir um craque”. Serão testados jovens entre 14 e 15 anos que sonham em ter fama e conta bancária similares às de Ronaldinho Gaúcho, o camisa 10 do Barcelona, eleito pela Fifa o melhor jogador do mundo de 2003. As inscrições dos candidatos de todo Brasil podem ser feitas pelo telefone 03131-88441000 até a próxima segunda-feira. Serão selecionados garotos que estejam estudando, aptos a jogar na posição de meio-campo e que, principalmente, não sejam federados e nem tenham empresários. São tantas exigências porque os idealizadores querem justamente dar oportunidade aos meninos que nunca tiveram chance. “Sabemos que o país é repleto de potenciais talentos do futebol. Mas muitos não conseguem ingressar no mundo profissional”, diz Patrícia Chaccur, gerente de propaganda da Nike.

O reality show terá o atual coordenador da Seleção Brasileira, Mário Jorge Lobo Zagallo, como  líder do júri. E foi com animação que ele aceitou a tarefa. Zagallo considera importante abrir mais um espaço para revelar novos talentos da bola. Isto porque sabe muito bem as agruras que um rapaz enfrenta para ingressar na carreira futebolística. “Tenho 57 anos de esporte e nunca vi algo parecido. Lembro das dificuldades que passei quando era moleque”, afirma Zagallo.

Quem também faz parte da bancada de jurados é o tetracampeão Dunga. Mas o ex-jogador não está preocupado em apenas ajudar a selecionar o melhor camisa 10. Muito pelo contrário. Sua maior expectativa é poder aconselhar e contribuir de uma certa maneira com a formação dos garotos. “Será uma experiência diferente. É uma nova perspectiva para os meninos conquistarem o sonho de ser jogador”, diz Dunga.

Os primeiros testes com os inscritos devem ocorrer em São Paulo, no próximo dia 21. Em seguida, haverá uma outra seleção no Rio, dia 24. Os participantes serão avaliados de acordo com os fundamentos do futebol: passes, dribles, lançamentos e chutes a gol. Nesta etapa, vários candidatos serão eliminados. Segundo Zagallo, nesse treino já dará para saber quem tem jeito com a bola. “Esperamos alguém que tenha um dom natural, habilidade e técnicas apuradas”. Restarão para a segunda etapa apenas 20 garotos, que serão levados para um centro de treinamento, onde ficarão confinados durante dez dias. No local, passarão por uma bateria de testes físicos e psicológicos. Apenas seis serão classificados para a fase final. E a escolha do vencedor será feita por meio de jogos coletivos, no qual os participantes jogarão em dois times infantis de clubes profissionais.

Na hora de escolher o prêmio, o resultado foi um chute na trave. O vencedor fará um estágio de apenas 15 dias na categoria sub-15 de um clube patrocinado pela Nike do Brasil. A justificativa é que esse espaço já é o suficiente para abrir o mercado para os garotos. “É uma grande oportunidade não só para o primeiro colocado, uma vez que todos os candidatos serão observados por muitos dirigentes de clubes de futebol”, afirma Zagallo. Embora inédito no Brasil, o Joga 10 não é tão original. O programa, que ainda não tem data de estréia prevista, é inspirado em um reality show apresentado na Itália. Um dos competidores da produção italiana é Diego Armando Júnior, filho do ex-jogador argentino Maradona. A maior diferença entre as duas edições é que a versão brasileira pretende selecionar exclusivamente meninos que nunca tiveram espaço no meio esportivo. “Para se sair bem no futebol não precisa ter pistolão e, sim, talento”, diz Zagallo.              


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Reality show da Band quer revelar craque do futebol

Danielle Araújo
Da Tv Press

15/04/2005 | 11:18


A epidemia de reality shows que contamina emissoras de todo o mundo chega agora ao futebol. A Nike do Brasil, em parceria com a Band, desenvolveu o programa Joga 10, que se propõe a “descobrir um craque”. Serão testados jovens entre 14 e 15 anos que sonham em ter fama e conta bancária similares às de Ronaldinho Gaúcho, o camisa 10 do Barcelona, eleito pela Fifa o melhor jogador do mundo de 2003. As inscrições dos candidatos de todo Brasil podem ser feitas pelo telefone 03131-88441000 até a próxima segunda-feira. Serão selecionados garotos que estejam estudando, aptos a jogar na posição de meio-campo e que, principalmente, não sejam federados e nem tenham empresários. São tantas exigências porque os idealizadores querem justamente dar oportunidade aos meninos que nunca tiveram chance. “Sabemos que o país é repleto de potenciais talentos do futebol. Mas muitos não conseguem ingressar no mundo profissional”, diz Patrícia Chaccur, gerente de propaganda da Nike.

O reality show terá o atual coordenador da Seleção Brasileira, Mário Jorge Lobo Zagallo, como  líder do júri. E foi com animação que ele aceitou a tarefa. Zagallo considera importante abrir mais um espaço para revelar novos talentos da bola. Isto porque sabe muito bem as agruras que um rapaz enfrenta para ingressar na carreira futebolística. “Tenho 57 anos de esporte e nunca vi algo parecido. Lembro das dificuldades que passei quando era moleque”, afirma Zagallo.

Quem também faz parte da bancada de jurados é o tetracampeão Dunga. Mas o ex-jogador não está preocupado em apenas ajudar a selecionar o melhor camisa 10. Muito pelo contrário. Sua maior expectativa é poder aconselhar e contribuir de uma certa maneira com a formação dos garotos. “Será uma experiência diferente. É uma nova perspectiva para os meninos conquistarem o sonho de ser jogador”, diz Dunga.

Os primeiros testes com os inscritos devem ocorrer em São Paulo, no próximo dia 21. Em seguida, haverá uma outra seleção no Rio, dia 24. Os participantes serão avaliados de acordo com os fundamentos do futebol: passes, dribles, lançamentos e chutes a gol. Nesta etapa, vários candidatos serão eliminados. Segundo Zagallo, nesse treino já dará para saber quem tem jeito com a bola. “Esperamos alguém que tenha um dom natural, habilidade e técnicas apuradas”. Restarão para a segunda etapa apenas 20 garotos, que serão levados para um centro de treinamento, onde ficarão confinados durante dez dias. No local, passarão por uma bateria de testes físicos e psicológicos. Apenas seis serão classificados para a fase final. E a escolha do vencedor será feita por meio de jogos coletivos, no qual os participantes jogarão em dois times infantis de clubes profissionais.

Na hora de escolher o prêmio, o resultado foi um chute na trave. O vencedor fará um estágio de apenas 15 dias na categoria sub-15 de um clube patrocinado pela Nike do Brasil. A justificativa é que esse espaço já é o suficiente para abrir o mercado para os garotos. “É uma grande oportunidade não só para o primeiro colocado, uma vez que todos os candidatos serão observados por muitos dirigentes de clubes de futebol”, afirma Zagallo. Embora inédito no Brasil, o Joga 10 não é tão original. O programa, que ainda não tem data de estréia prevista, é inspirado em um reality show apresentado na Itália. Um dos competidores da produção italiana é Diego Armando Júnior, filho do ex-jogador argentino Maradona. A maior diferença entre as duas edições é que a versão brasileira pretende selecionar exclusivamente meninos que nunca tiveram espaço no meio esportivo. “Para se sair bem no futebol não precisa ter pistolão e, sim, talento”, diz Zagallo.              

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;