Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Chernobyl: Mikhail Gorbachev defende meio ambiente mais limpo


Da AFP

21/04/2006 | 16:11


Mikhail Gorbachev, o ex-presidente da União Soviética, busca arrecadar bilhões de dólares com os países mais ricos do planeta para melhorar o meio ambiente através do desenvolvimento das energias renováveis.

Segundo o jornal Financial Times, Gorbachev, Prêmio Nobel da Paz que desempenhou um papel crucial no fim da Guerra Fria, fez um apelo aos governos dos países mais ricos para que doem pelo menos US$ 50 bilhões para desenvolver as energias renováveis, diz o jornal britânico, que entrevistou o ex-líder soviético.

Gorbachev também quer arrecadar US$ 50 milhões no setor privado para fornecer melhores cuidados médicos às vítimas da tragédia nuclear de Chernobyl, assim como água potável e instalações sanitárias às populações mais pobres do mundo.

Gorbachev, que estava no poder há um ano quando a central de Chernobyl explodiu, no dia 26 de abril de 1986, declarou que não era totalmente oposto à energia nuclear.

"Mesmo ao admitirmos que a energia nuclear é ruim, reconhecemos que este mal é inevitável: simplesmente não podemos viver sem", explicou ele.

Ao mesmo tempo, Gorbachev destacou que "de todas as opções energéticas, a nuclear é a que exige mais recursos: a descontaminação é muito cara e os encargos financeiros pesam muito tempo depois do fechamento dessas centrais".

Gorbachev está escrevendo aos parlamentos do G8 (grupo dos oito países mais ricos do planeta), que devem se reunir em junho na Rússia, para que os parlamentares defendam uma política mais focalizada nas energias renováveis e menos na busca de petróleo e gás para seus respectivos países.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Chernobyl: Mikhail Gorbachev defende meio ambiente mais limpo

Da AFP

21/04/2006 | 16:11


Mikhail Gorbachev, o ex-presidente da União Soviética, busca arrecadar bilhões de dólares com os países mais ricos do planeta para melhorar o meio ambiente através do desenvolvimento das energias renováveis.

Segundo o jornal Financial Times, Gorbachev, Prêmio Nobel da Paz que desempenhou um papel crucial no fim da Guerra Fria, fez um apelo aos governos dos países mais ricos para que doem pelo menos US$ 50 bilhões para desenvolver as energias renováveis, diz o jornal britânico, que entrevistou o ex-líder soviético.

Gorbachev também quer arrecadar US$ 50 milhões no setor privado para fornecer melhores cuidados médicos às vítimas da tragédia nuclear de Chernobyl, assim como água potável e instalações sanitárias às populações mais pobres do mundo.

Gorbachev, que estava no poder há um ano quando a central de Chernobyl explodiu, no dia 26 de abril de 1986, declarou que não era totalmente oposto à energia nuclear.

"Mesmo ao admitirmos que a energia nuclear é ruim, reconhecemos que este mal é inevitável: simplesmente não podemos viver sem", explicou ele.

Ao mesmo tempo, Gorbachev destacou que "de todas as opções energéticas, a nuclear é a que exige mais recursos: a descontaminação é muito cara e os encargos financeiros pesam muito tempo depois do fechamento dessas centrais".

Gorbachev está escrevendo aos parlamentos do G8 (grupo dos oito países mais ricos do planeta), que devem se reunir em junho na Rússia, para que os parlamentares defendam uma política mais focalizada nas energias renováveis e menos na busca de petróleo e gás para seus respectivos países.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;