Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Suspeito de matar candidato a vereador em minas se entrega à polícia



27/09/2020 | 18:03


O secretário de Obras de Patrocínio, Jorge Marra, suspeito de ter assassinado a tiros o candidato a vereador na cidade Cássio Remis (PSDB), se entregou neste domingo, 27, à polícia e presta depoimento às autoridades. O crime aconteceu na quinta-feira, 24. O secretário, que é irmão do prefeito da cidade do noroeste mineiro, Deiró Marra, fugiu logo em seguida e era considerado foragido até então.

O candidato a vereador foi morto depois de realizar uma live afirmando que a prefeitura estava realizando obras em uma avenida da cidade, por ser o local próximo a um imóvel em que começaria a funcionar o comitê de campanha pela reeleição do prefeito. Na gravação, é possível ver o secretário se aproximando e, aparentemente, pegando o aparelho usado na transmissão ao vivo.

Segundo informações da polícia, o candidato a vereador, em seguida, foi em busca de seu aparelho na Secretaria de Obras. O assassinato aconteceu próximo ao local em que funciona a pasta. Na sexta-feira, 25, a polícia informou que a caminhonete do secretário e um veículo que pode ter sido utilizado no crime foram encontrados na casa de um político de Perdizes, cidade a 62 quilômetros de Patrocínio. A prisão preventiva do suspeito foi decretada na sexta-feira.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Suspeito de matar candidato a vereador em minas se entrega à polícia


27/09/2020 | 18:03


O secretário de Obras de Patrocínio, Jorge Marra, suspeito de ter assassinado a tiros o candidato a vereador na cidade Cássio Remis (PSDB), se entregou neste domingo, 27, à polícia e presta depoimento às autoridades. O crime aconteceu na quinta-feira, 24. O secretário, que é irmão do prefeito da cidade do noroeste mineiro, Deiró Marra, fugiu logo em seguida e era considerado foragido até então.

O candidato a vereador foi morto depois de realizar uma live afirmando que a prefeitura estava realizando obras em uma avenida da cidade, por ser o local próximo a um imóvel em que começaria a funcionar o comitê de campanha pela reeleição do prefeito. Na gravação, é possível ver o secretário se aproximando e, aparentemente, pegando o aparelho usado na transmissão ao vivo.

Segundo informações da polícia, o candidato a vereador, em seguida, foi em busca de seu aparelho na Secretaria de Obras. O assassinato aconteceu próximo ao local em que funciona a pasta. Na sexta-feira, 25, a polícia informou que a caminhonete do secretário e um veículo que pode ter sido utilizado no crime foram encontrados na casa de um político de Perdizes, cidade a 62 quilômetros de Patrocínio. A prisão preventiva do suspeito foi decretada na sexta-feira.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;