Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 4 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Dois norte-americanos e um japonês ganham Nobel de Química


Das Agências

10/10/2001 | 08:21


O Prêmio Nobel de Química de 2001 foi atribuído esta quarta-feira aos americanos William S. Knowles, K. Barry Sharpless e o japonês Ryoji Noyori por seus trabalhos sobre o desenvolvimento da síntese assimétrica catalítica, anunciou a Real Academia de Ciências da Suécia.

Wiliam S. Knowles e Ryoji Noyori são recompensados por "seus trabalhos sobre as reações de hidrogenação catalizada por quiralidade" e K. Barry Sharpless "por seus trabalhos sobre as reações de oxidação catalizada por quiralidade", precisou a academia.

Os resultados de suas pesquisas fundamentais são aplicados em uma ampla gama de sínteses industriais de produtos farmacológicos, como os antibióticos, os antiinflamatórios e os cardiotônicos, explicou o júri.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dois norte-americanos e um japonês ganham Nobel de Química

Das Agências

10/10/2001 | 08:21


O Prêmio Nobel de Química de 2001 foi atribuído esta quarta-feira aos americanos William S. Knowles, K. Barry Sharpless e o japonês Ryoji Noyori por seus trabalhos sobre o desenvolvimento da síntese assimétrica catalítica, anunciou a Real Academia de Ciências da Suécia.

Wiliam S. Knowles e Ryoji Noyori são recompensados por "seus trabalhos sobre as reações de hidrogenação catalizada por quiralidade" e K. Barry Sharpless "por seus trabalhos sobre as reações de oxidação catalizada por quiralidade", precisou a academia.

Os resultados de suas pesquisas fundamentais são aplicados em uma ampla gama de sínteses industriais de produtos farmacológicos, como os antibióticos, os antiinflamatórios e os cardiotônicos, explicou o júri.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;