Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santo André se fortalece ainda mais para Série B


Nelson Cilo
Do Diário do Grande ABC

22/04/2006 | 08:30


O Santo André não pára de se reforçar para a campanha do time na seqüência da temporada. Sexta-feira à tarde, o presidente Jairo Livolis apresentou o volante Emerson (ex-Portuguesa Santista) e o zagueiro Ozéia (ex-Rio Branco-SP). Os dois nunca participaram da Série B do Campeonato Brasileiro, mas garantem que estão prontos para encarar o mais novo desafio na carreira de ambos. “Recusei umas cinco propostas para disputar a Série A. Não adianta você brigar lá em cima para não cair. Gostei do projeto do Santo André, que monta um grupo forte para subir ao grupo de elite. Isso te motiva, te mostra um alvo profissionalmente interessante”, acredita Emerson Camargo, 28 anos e 1,76 de altura, ex-Santo André em 2002. No currículo, também aparecem Inter-SP, Atlético-MG, Guarani, Sport e Vitória-BA.

Emerson se define como um segundo volante que sai para o que der e vier. É de se movimentar mais à frente ou pelos flancos para encurtar as distâncias. No entanto, se considera bem versátil no momento que precisa executar tarefas diferentes. “Isso é uma coisa de esquema, do adversário, das circunstâncias, enfim. Sou de me adaptar. O futebol de hoje impõe a polivalência”, constata Emerson, que logo perguntou sobre o basquete feminino da cidade. O tempo em que aqui esteve, Eemrson era de freqüentar o Dell’Antonia para ver as meninas de Laís Helena, especialmente a ala-armadora Vivian (agora no São Caetano). “Fui embora e nunca mais a vi nas quadras. O futebol é o meu trabalho, mas curto demais o basquete, o vôlei, o handebol”, explica.

Emerson prometeu incluir o central Ozéia de Paula Maciel, 24 anos, 1,90m de altura, na galera que torce pelo basquete de Santo André no Campeonato Paulista. O xerife gostou da idéia. Afinal, será um jeito, segundo ele, de arrumar um bom passatempo nas raríssimas horas de folga para quem vai topar um pesado calendário. A exemplo de Emerson, é a primeira experiência dele na Série B. “Não vou enfrentar nenhuma dificuldade para me adaptar. Meus amigos estão todos aqui”, exemplifica o grandalhão, ao se referir àqueles que trocaram o Rio Branco de Americana pelo Santo André. Tanto ele quanto Emerson não poderão estrear contra o Sport Recife, às 20h30 de terça-feira, no Bruno Daniel, no terceiro duelo pela Série B. Agora, Jairo Livolis procura um atacante. Sandro Gaúcho é um dos nomes da lista.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santo André se fortalece ainda mais para Série B

Nelson Cilo
Do Diário do Grande ABC

22/04/2006 | 08:30


O Santo André não pára de se reforçar para a campanha do time na seqüência da temporada. Sexta-feira à tarde, o presidente Jairo Livolis apresentou o volante Emerson (ex-Portuguesa Santista) e o zagueiro Ozéia (ex-Rio Branco-SP). Os dois nunca participaram da Série B do Campeonato Brasileiro, mas garantem que estão prontos para encarar o mais novo desafio na carreira de ambos. “Recusei umas cinco propostas para disputar a Série A. Não adianta você brigar lá em cima para não cair. Gostei do projeto do Santo André, que monta um grupo forte para subir ao grupo de elite. Isso te motiva, te mostra um alvo profissionalmente interessante”, acredita Emerson Camargo, 28 anos e 1,76 de altura, ex-Santo André em 2002. No currículo, também aparecem Inter-SP, Atlético-MG, Guarani, Sport e Vitória-BA.

Emerson se define como um segundo volante que sai para o que der e vier. É de se movimentar mais à frente ou pelos flancos para encurtar as distâncias. No entanto, se considera bem versátil no momento que precisa executar tarefas diferentes. “Isso é uma coisa de esquema, do adversário, das circunstâncias, enfim. Sou de me adaptar. O futebol de hoje impõe a polivalência”, constata Emerson, que logo perguntou sobre o basquete feminino da cidade. O tempo em que aqui esteve, Eemrson era de freqüentar o Dell’Antonia para ver as meninas de Laís Helena, especialmente a ala-armadora Vivian (agora no São Caetano). “Fui embora e nunca mais a vi nas quadras. O futebol é o meu trabalho, mas curto demais o basquete, o vôlei, o handebol”, explica.

Emerson prometeu incluir o central Ozéia de Paula Maciel, 24 anos, 1,90m de altura, na galera que torce pelo basquete de Santo André no Campeonato Paulista. O xerife gostou da idéia. Afinal, será um jeito, segundo ele, de arrumar um bom passatempo nas raríssimas horas de folga para quem vai topar um pesado calendário. A exemplo de Emerson, é a primeira experiência dele na Série B. “Não vou enfrentar nenhuma dificuldade para me adaptar. Meus amigos estão todos aqui”, exemplifica o grandalhão, ao se referir àqueles que trocaram o Rio Branco de Americana pelo Santo André. Tanto ele quanto Emerson não poderão estrear contra o Sport Recife, às 20h30 de terça-feira, no Bruno Daniel, no terceiro duelo pela Série B. Agora, Jairo Livolis procura um atacante. Sandro Gaúcho é um dos nomes da lista.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;