Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Severino prevê volta consagradora nas eleições



15/05/2006 | 07:51


Muito mais magro, o que fez desaparecer a barriga pronunciada que virou sua marca registrada durante os sete meses em que foi presidente da Câmara, o ex-deputado Severino Cavalcanti (PP-PE) tem tanta certeza de que obterá pelo menos o dobro dos 80.668 votos que teve em 2002 que já dispensa pedir apoio para si. “Não peço mais o voto para mim, mas para o Dudu”, repete, referindo-se a Eduardo da Fonte, também do PP, candidato a deputado federal. “Tenho certeza de que ele será eleito.”

Eduardo foi secretário particular de Severino na Câmara. Agora, com a ajuda do chefe, poderá ser seu companheiro de bancada a partir do ano que vem. Severino renunciou ao cargo de presidente da Câmara em setembro do ano passado. Assim, conseguiu fugir do processo de cassação, pois fora denunciado pelo empresário Sebastião Buani, que o acusou de lhe cobrar propina mensal para que pudesse manter o contrato de exploração de um restaurante no prédio onde ficam os gabinetes parlamentares.

A renúncia de Severino foi resultado da onda de denúncias consistentes que varreu a cena política a partir de meados do ano passado. Embora não tenha sido atingido pela maior – o mensalão –, Severino foi pego pela menor – o mensalinho, apelido dado ao esquema descoberto no restaurante da Câmara.

Severino diz não ter dúvidas de que terá o dobro dos votos da eleição anterior com base em seu faro de político. “Em todos os locais as pessoas afirmam que vão votar em mim”, relata. O ex-presidente da Câmara diz não sentir nenhum tipo de rejeição por onda passa. Pelo contrário: relata que é aclamado. “Virei um popstar”, exagera.                                



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Severino prevê volta consagradora nas eleições


15/05/2006 | 07:51


Muito mais magro, o que fez desaparecer a barriga pronunciada que virou sua marca registrada durante os sete meses em que foi presidente da Câmara, o ex-deputado Severino Cavalcanti (PP-PE) tem tanta certeza de que obterá pelo menos o dobro dos 80.668 votos que teve em 2002 que já dispensa pedir apoio para si. “Não peço mais o voto para mim, mas para o Dudu”, repete, referindo-se a Eduardo da Fonte, também do PP, candidato a deputado federal. “Tenho certeza de que ele será eleito.”

Eduardo foi secretário particular de Severino na Câmara. Agora, com a ajuda do chefe, poderá ser seu companheiro de bancada a partir do ano que vem. Severino renunciou ao cargo de presidente da Câmara em setembro do ano passado. Assim, conseguiu fugir do processo de cassação, pois fora denunciado pelo empresário Sebastião Buani, que o acusou de lhe cobrar propina mensal para que pudesse manter o contrato de exploração de um restaurante no prédio onde ficam os gabinetes parlamentares.

A renúncia de Severino foi resultado da onda de denúncias consistentes que varreu a cena política a partir de meados do ano passado. Embora não tenha sido atingido pela maior – o mensalão –, Severino foi pego pela menor – o mensalinho, apelido dado ao esquema descoberto no restaurante da Câmara.

Severino diz não ter dúvidas de que terá o dobro dos votos da eleição anterior com base em seu faro de político. “Em todos os locais as pessoas afirmam que vão votar em mim”, relata. O ex-presidente da Câmara diz não sentir nenhum tipo de rejeição por onda passa. Pelo contrário: relata que é aclamado. “Virei um popstar”, exagera.                                

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;