Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Prefeitos passam a Páscoa na região


Flávia Braz
Especial do Diário

15/04/2006 | 09:11


Os prefeitos do Grande ABC resolveram dar trégua ao coelhinho da Páscoa neste ano. No que depender da maioria dos chefes do Executivo, o velho e bom coelho não precisará dar muitos pulos por aí, já que pelo menos cinco dos sete prefeitos decidiram permanecer no Grande ABC durante o feriado da Páscoa. Sem deixar de lado o antigo hábito de distribuir e receber ovos de chocolate, alguns prefeitos fazem questão de prestigiar os eventos católicos que acontecem em seus municípios durante a festa religiosa.

É o caso de Clóvis Volpi (PV), prefeito de Ribeirão Pires, que só retorna ao cargo no final do mês. Volpi, que reservou sua primeira semana de férias para viajar à Bahia, garante que passará a Páscoa no município. Ele pretende dedicar o domingo para o convívio com a família. "Os netos vêm todos à minha casa, todo mundo ganha ovo. Como eu moro em uma chácara, a gente simula os caminhos do coelho e as crianças têm que achar os ovos. Isso já virou tradição na família", diz. E o prefeito vai comer bastante chocolate? "Ah, só se for branco!", responde Volpi, sem titubear.

O prefeito de Santo André, João Avamileno (PT), também não deixou a cidade neste feriado prolongado. O chefe do Executivo vai manter a tradição de anos: almoçar com os familiares e distribuir ovos de páscoa para os filhos e netos. A primeira-dama, Ana Maria Avamileno, também aproveitará a data para presentear com chocolate os funcionários de sua confeccção de roupas.

Viajar também não fez parte dos planos de Páscoa do prefeito de Mauá, Leonel Damo (PV). O motivo da permanência no município, segundo o ele, foi o excesso de trabalho. Folga? Apenas no domingo: "Estamos com muito serviço por aqui, por isso vou ficar e passar o domingo de Páscoa com a família". Quando a pergunta é com relação à troca de ovos, Damo é direto: "É lógico que vamos trocar ovos de Páscoa, né? Somos de família italiana, sabe como é... A gente come macarrão, essas coisas". Mas quando o assunto é ajudar na cozinha, o chefe do Executivo de Mauá desconversa: "Não, essa parte é com a patroa mesmo. É ela quem cozinha, a família é pequena", justifica.

A primeira-dama, Alaide Damo, confirma a programação. "A gente fica em casa e faz um almocinho. Não somos muito ligados em festa."

Segundo Alaide, o prefeito é o mais adepto às missas. "O Leonel faz questão de ir à missa, ele é o mais religioso de casa." A filha do casal, a vereadora Vanessa Damo (PV), também é presença garantida. "Ela quase sempre almoça em casa, são raros os dias em que ela não come aqui", completa Damo.

O chefe do Executivo de São Bernardo, William Dib (PSB), também ficou pela região. O prefeito passará a Páscoa ao lado da família, assim como costuma fazer todos os anos. O encontro familiar terá direito à tradicional troca de ovos e tudo mais. Se ele gosta de chocolate? Sim e bastante.

Os compromissos do prefeito de Diadema, José Filippi Júnior(PT), serão na cidade mesmo. Amanhã, ele passa o domingo de Páscoa com os familiares, mãe e irmãos.

Os prefeitos José Auricchio Júnior (PTB), de São Caetano, e Adler Kiko Teixeira (PSDB), de Rio Grande da Serra, não foram encontrados pela reportagem. (Supervisão de Juliana de Sordi Gattone)


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prefeitos passam a Páscoa na região

Flávia Braz
Especial do Diário

15/04/2006 | 09:11


Os prefeitos do Grande ABC resolveram dar trégua ao coelhinho da Páscoa neste ano. No que depender da maioria dos chefes do Executivo, o velho e bom coelho não precisará dar muitos pulos por aí, já que pelo menos cinco dos sete prefeitos decidiram permanecer no Grande ABC durante o feriado da Páscoa. Sem deixar de lado o antigo hábito de distribuir e receber ovos de chocolate, alguns prefeitos fazem questão de prestigiar os eventos católicos que acontecem em seus municípios durante a festa religiosa.

É o caso de Clóvis Volpi (PV), prefeito de Ribeirão Pires, que só retorna ao cargo no final do mês. Volpi, que reservou sua primeira semana de férias para viajar à Bahia, garante que passará a Páscoa no município. Ele pretende dedicar o domingo para o convívio com a família. "Os netos vêm todos à minha casa, todo mundo ganha ovo. Como eu moro em uma chácara, a gente simula os caminhos do coelho e as crianças têm que achar os ovos. Isso já virou tradição na família", diz. E o prefeito vai comer bastante chocolate? "Ah, só se for branco!", responde Volpi, sem titubear.

O prefeito de Santo André, João Avamileno (PT), também não deixou a cidade neste feriado prolongado. O chefe do Executivo vai manter a tradição de anos: almoçar com os familiares e distribuir ovos de páscoa para os filhos e netos. A primeira-dama, Ana Maria Avamileno, também aproveitará a data para presentear com chocolate os funcionários de sua confeccção de roupas.

Viajar também não fez parte dos planos de Páscoa do prefeito de Mauá, Leonel Damo (PV). O motivo da permanência no município, segundo o ele, foi o excesso de trabalho. Folga? Apenas no domingo: "Estamos com muito serviço por aqui, por isso vou ficar e passar o domingo de Páscoa com a família". Quando a pergunta é com relação à troca de ovos, Damo é direto: "É lógico que vamos trocar ovos de Páscoa, né? Somos de família italiana, sabe como é... A gente come macarrão, essas coisas". Mas quando o assunto é ajudar na cozinha, o chefe do Executivo de Mauá desconversa: "Não, essa parte é com a patroa mesmo. É ela quem cozinha, a família é pequena", justifica.

A primeira-dama, Alaide Damo, confirma a programação. "A gente fica em casa e faz um almocinho. Não somos muito ligados em festa."

Segundo Alaide, o prefeito é o mais adepto às missas. "O Leonel faz questão de ir à missa, ele é o mais religioso de casa." A filha do casal, a vereadora Vanessa Damo (PV), também é presença garantida. "Ela quase sempre almoça em casa, são raros os dias em que ela não come aqui", completa Damo.

O chefe do Executivo de São Bernardo, William Dib (PSB), também ficou pela região. O prefeito passará a Páscoa ao lado da família, assim como costuma fazer todos os anos. O encontro familiar terá direito à tradicional troca de ovos e tudo mais. Se ele gosta de chocolate? Sim e bastante.

Os compromissos do prefeito de Diadema, José Filippi Júnior(PT), serão na cidade mesmo. Amanhã, ele passa o domingo de Páscoa com os familiares, mãe e irmãos.

Os prefeitos José Auricchio Júnior (PTB), de São Caetano, e Adler Kiko Teixeira (PSDB), de Rio Grande da Serra, não foram encontrados pela reportagem. (Supervisão de Juliana de Sordi Gattone)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;