Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

SP: quadrilha que agia em casas de câmbio é presa


Do Diário do Grande ABC

15/04/1999 | 09:17


Foram presos na noite desta quarta-feira três homens acusados de estelionato contra a casa de câmbio Wagonis Lits Turismo do Brasil, do grupo francês Accor, em janeiro. Na ocasiao, Luís Acácio, 64 anos, e seu irmao Rubens Acácio, 58 anos, se informaram em revistas especializadas em economia sobre quais empresas faziam parte do grupo. Ligaram para a casa de câmbio e um deles se apresentou como diretor de uma destas companhias. Ele afirmou que precisava comprar com urgência US$ 8 mil e pagou com um cheque falso.

O problema é que em janeiro eles nao contaram nada para o líder da gangue, Henrique César Fernandes, 40 anos. Assim, sem saber de nada, Henrique quis praticar o mesmo golpe na mesma empresa. Ele ligou nesta quarta para a Wagonis dizendo ser o diretor da Incentive House, uma empresa do grupo Accor, querendo comprar US$ 10 mil. A secretária que o atendeu, que conhecia o verdadeiro dono da Incentive House, desconfiou e avisou a polícia.

Os policiais ficaram aguardando a chegada dos golpistas, mas quem apareceu na Wagonis foi um motorista de rádio táxi contratado para pegar um pacote no local, sem saber de seu conteúdo, e levá-lo para o centro da cidade. A polícia preparou entao uma armadilha no local e prendeu os três quando estes recebiam o pacote do taxista. O caso foi registrado no 36º distrito policial.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

SP: quadrilha que agia em casas de câmbio é presa

Do Diário do Grande ABC

15/04/1999 | 09:17


Foram presos na noite desta quarta-feira três homens acusados de estelionato contra a casa de câmbio Wagonis Lits Turismo do Brasil, do grupo francês Accor, em janeiro. Na ocasiao, Luís Acácio, 64 anos, e seu irmao Rubens Acácio, 58 anos, se informaram em revistas especializadas em economia sobre quais empresas faziam parte do grupo. Ligaram para a casa de câmbio e um deles se apresentou como diretor de uma destas companhias. Ele afirmou que precisava comprar com urgência US$ 8 mil e pagou com um cheque falso.

O problema é que em janeiro eles nao contaram nada para o líder da gangue, Henrique César Fernandes, 40 anos. Assim, sem saber de nada, Henrique quis praticar o mesmo golpe na mesma empresa. Ele ligou nesta quarta para a Wagonis dizendo ser o diretor da Incentive House, uma empresa do grupo Accor, querendo comprar US$ 10 mil. A secretária que o atendeu, que conhecia o verdadeiro dono da Incentive House, desconfiou e avisou a polícia.

Os policiais ficaram aguardando a chegada dos golpistas, mas quem apareceu na Wagonis foi um motorista de rádio táxi contratado para pegar um pacote no local, sem saber de seu conteúdo, e levá-lo para o centro da cidade. A polícia preparou entao uma armadilha no local e prendeu os três quando estes recebiam o pacote do taxista. O caso foi registrado no 36º distrito policial.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;