Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 11 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Olmert é confirmado no cargo de premiê até eleições israelenses


Da AFP

15/01/2006 | 17:43


Ehud Olmert será o primeiro-ministro de Israel até 28 de março, data das eleições legislativas antecipadas israelenses, dada a impossibilidade de o atual chefe de governo, Ariel Sharon, voltar à política por enquanto.

Segundo confirmou neste domingo o promotor-geral do Estado, Menahem Mazuz, a incapacidade temporária de Sharon continuará por um período de 100 dias, como prevê a lei, que começa a contar a partir de 4 de janeiro, quando o primeiro-ministro sofreu uma forte hemorragia cerebral, cedendo o cargo a Olmert. "Salvo se o primeiro-ministro voltar ao cargo", destacou Mazuz em um comunicado.

O texto diz que Olmert aceitou a incumbência. O prazo de 100 dias acaba depois das legislativas israelenses de 28 de março quando, segundo a lei, será preciso convocar eleições no país, pois a incapacidade do dirigente seria considerada permanente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Olmert é confirmado no cargo de premiê até eleições israelenses

Da AFP

15/01/2006 | 17:43


Ehud Olmert será o primeiro-ministro de Israel até 28 de março, data das eleições legislativas antecipadas israelenses, dada a impossibilidade de o atual chefe de governo, Ariel Sharon, voltar à política por enquanto.

Segundo confirmou neste domingo o promotor-geral do Estado, Menahem Mazuz, a incapacidade temporária de Sharon continuará por um período de 100 dias, como prevê a lei, que começa a contar a partir de 4 de janeiro, quando o primeiro-ministro sofreu uma forte hemorragia cerebral, cedendo o cargo a Olmert. "Salvo se o primeiro-ministro voltar ao cargo", destacou Mazuz em um comunicado.

O texto diz que Olmert aceitou a incumbência. O prazo de 100 dias acaba depois das legislativas israelenses de 28 de março quando, segundo a lei, será preciso convocar eleições no país, pois a incapacidade do dirigente seria considerada permanente.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;