Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Shoppings ampliam rede de lojas em 9% na região


Luiz Federico
Do Diário do Grande ABC

15/02/2006 | 07:39


Os quatro maiores shoppings do Grande ABC abriram 87 novas lojas em 2005, um aumento de 9,5% em relação a 2004, de acordo com levantamento do Diário feito junto às administrações dos centros comerciais. A expansão é quase três vezes maior que a verificada no setor em nível nacional no mesmo período (3,51%), segundo informação do Censo Brasileiro de Shopping Centers, divulgado nesta terça.

Para 2006, a expectativa dos lojistas da região é que todos os espaços não-locados sejam ocupados, resultando num possível surgimento de 47 estabelecimentos e 412 oportunidades de trabalho.

Com 306 lojas e 2.500 funcionários, o Shopping ABC, de Santo André, abriu 26 novos empreendimentos em 2005 e contratou 212 profissionais. “O setor está sendo beneficiado pela facilidade de se obter crédito e pelas estratégias agressivas de marketing”, resume o superintendente Antônio Carlos Ferrite Sampaio.

Em São Bernardo, o Shopping Metrópole pretende encerrar o ano com 100% de ocupação dos espaços destinados às lojas. Com 166 estabelecimentos em funcionamento (90% da ocupação) e 1.500 empregados, o Metrópole abriu 12 lojas em 2005 e gerou 108 novos empregos.

O ritmo de expansão verificado na região está bem mais acelerado que o crescimento do setor no país. Segundo o Censo Brasileiro de Shopping Centers, divulgado nesta terça pela Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), o número de lojas cresceu 3,51% em 2005 ante 2004, passando de 71.769 pontos-de-venda para 74.288 em todo o país.

No mesmo período, foi registrado um aumento de 4,16% no número de shoppings centers em funcionamento, com a inauguração de 14 novos empreendimentos. De acordo com o censo, 2006 começa com 601 centros de compras em todo o país – 54,25% localizados na região Sudeste. O faturamento do setor no ano passado foi de R$ 55,3 bilhões, contra R$ 48,8 bilhões em 2004. As projeções da Alshop indicam um incremento de R$ 4 bilhões para 2006.

Como conseqüência direta, esse crescimento proporcionou mais oportunidades de trabalho. Atualmente, os shoppings empregam 742.880 pessoas. Na região, segundo estimativas dos quatro principais shoppings, foram criadas 780 novas vagas em 2005, acompanhando a alta do número de novas lojas. Juntos, Shopping ABC, ABC Plaza, Mauá Plaza e Metrópole empregam cerca de 9 mil pessoas em 997 pontos de venda.

Presente há quatros na região, o Mauá Plaza Shopping espera ocupar os seus espaços vagos ao longo de 2006. “Temos 22 pontos livres, que poderão se transformar no local de trabalho de 200 pessoas”, estima o gerente geral, Fernando Alvarez Rodriguez. Segundo ele, em 2005 foram abertas 23 novas lojas e criados 209 empregos, totalizando um contingente de 2 mil funcionários alocados em 220 estabelecimentos.

No ABC Plaza Shopping, não há mais espaços para novos pontos comerciais. Em 2005, 26 novas lojas instalaram-se no centro de compras de Santo André. Dos 3 mil funcionários atuais, 250 foram incorporados no ano passado com o início das atividades dessas lojas.

Para o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun, a tendência que impera atualmente no mercado de shoppings é a da dinâmica da inovação. “Quem não investir em inovação, vai ficar para trás”, avisa. Segundo ele, isso significa diversidade no mix de produtos e serviços.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Shoppings ampliam rede de lojas em 9% na região

Luiz Federico
Do Diário do Grande ABC

15/02/2006 | 07:39


Os quatro maiores shoppings do Grande ABC abriram 87 novas lojas em 2005, um aumento de 9,5% em relação a 2004, de acordo com levantamento do Diário feito junto às administrações dos centros comerciais. A expansão é quase três vezes maior que a verificada no setor em nível nacional no mesmo período (3,51%), segundo informação do Censo Brasileiro de Shopping Centers, divulgado nesta terça.

Para 2006, a expectativa dos lojistas da região é que todos os espaços não-locados sejam ocupados, resultando num possível surgimento de 47 estabelecimentos e 412 oportunidades de trabalho.

Com 306 lojas e 2.500 funcionários, o Shopping ABC, de Santo André, abriu 26 novos empreendimentos em 2005 e contratou 212 profissionais. “O setor está sendo beneficiado pela facilidade de se obter crédito e pelas estratégias agressivas de marketing”, resume o superintendente Antônio Carlos Ferrite Sampaio.

Em São Bernardo, o Shopping Metrópole pretende encerrar o ano com 100% de ocupação dos espaços destinados às lojas. Com 166 estabelecimentos em funcionamento (90% da ocupação) e 1.500 empregados, o Metrópole abriu 12 lojas em 2005 e gerou 108 novos empregos.

O ritmo de expansão verificado na região está bem mais acelerado que o crescimento do setor no país. Segundo o Censo Brasileiro de Shopping Centers, divulgado nesta terça pela Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), o número de lojas cresceu 3,51% em 2005 ante 2004, passando de 71.769 pontos-de-venda para 74.288 em todo o país.

No mesmo período, foi registrado um aumento de 4,16% no número de shoppings centers em funcionamento, com a inauguração de 14 novos empreendimentos. De acordo com o censo, 2006 começa com 601 centros de compras em todo o país – 54,25% localizados na região Sudeste. O faturamento do setor no ano passado foi de R$ 55,3 bilhões, contra R$ 48,8 bilhões em 2004. As projeções da Alshop indicam um incremento de R$ 4 bilhões para 2006.

Como conseqüência direta, esse crescimento proporcionou mais oportunidades de trabalho. Atualmente, os shoppings empregam 742.880 pessoas. Na região, segundo estimativas dos quatro principais shoppings, foram criadas 780 novas vagas em 2005, acompanhando a alta do número de novas lojas. Juntos, Shopping ABC, ABC Plaza, Mauá Plaza e Metrópole empregam cerca de 9 mil pessoas em 997 pontos de venda.

Presente há quatros na região, o Mauá Plaza Shopping espera ocupar os seus espaços vagos ao longo de 2006. “Temos 22 pontos livres, que poderão se transformar no local de trabalho de 200 pessoas”, estima o gerente geral, Fernando Alvarez Rodriguez. Segundo ele, em 2005 foram abertas 23 novas lojas e criados 209 empregos, totalizando um contingente de 2 mil funcionários alocados em 220 estabelecimentos.

No ABC Plaza Shopping, não há mais espaços para novos pontos comerciais. Em 2005, 26 novas lojas instalaram-se no centro de compras de Santo André. Dos 3 mil funcionários atuais, 250 foram incorporados no ano passado com o início das atividades dessas lojas.

Para o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun, a tendência que impera atualmente no mercado de shoppings é a da dinâmica da inovação. “Quem não investir em inovação, vai ficar para trás”, avisa. Segundo ele, isso significa diversidade no mix de produtos e serviços.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;