Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Brasil tem mais domicílios com celular do que com linha convencional


Do Diário OnLine

15/09/2006 | 12:32


A PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) revelou que no ano passado havia mais residências com telefone celular do que com linha convencional. O percentual de casas com celular passou de 47,8% em 2004 para 59,3% em 2005. Já os domicílios com linha fixa caíram de 48,9% para 48,1%.

O levantamento também revelou que a posse de telefone móvel celular para uso pessoal estava mais difundida na população do que a utilização da Internet. No total de pessoas de 10 anos ou mais, 36,7% tinham telefone móvel celular para uso pessoal. Esse indicador situou-se em 38,2% no contingente masculino e 35,4% no feminino.

Entre as pessoas sem instrução ou com menos de 4 anos de estudo, 11,8% tinham telefone móvel celular para uso pessoal, enquanto entre os com 15 anos ou mais de estudo, eram 82,9%.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil tem mais domicílios com celular do que com linha convencional

Do Diário OnLine

15/09/2006 | 12:32


A PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) revelou que no ano passado havia mais residências com telefone celular do que com linha convencional. O percentual de casas com celular passou de 47,8% em 2004 para 59,3% em 2005. Já os domicílios com linha fixa caíram de 48,9% para 48,1%.

O levantamento também revelou que a posse de telefone móvel celular para uso pessoal estava mais difundida na população do que a utilização da Internet. No total de pessoas de 10 anos ou mais, 36,7% tinham telefone móvel celular para uso pessoal. Esse indicador situou-se em 38,2% no contingente masculino e 35,4% no feminino.

Entre as pessoas sem instrução ou com menos de 4 anos de estudo, 11,8% tinham telefone móvel celular para uso pessoal, enquanto entre os com 15 anos ou mais de estudo, eram 82,9%.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;