Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Gripe aviária é uma bomba-relógio na Indonésia, diz OIE


Da AFP

14/04/2006 | 10:40


Os focos de gripe aviária que são detectados regularmente na Indonésia constituem uma bomba-relógio para a região, afirmou o diretor da OIE (Organização Mundial da Saúde Animal), Bernard Vallat.

A situação neste país-arquipélago, uma das poucas nações da Ásia onde persiste um grande número de focos de infecção da variante asiática do vírus H5N1 da gripe aviária, desperta grandes inquietações, segundo Vallat.

"É importante que o governo indonésio adote a decisão política de reforçar o controle e que os doadores atuem em massa para ajudar", afirmou, antes de destacar que existe uma correlação entre o número de aves infectadas e os casos humanos.

O H5N1 infectou 33 pessoas na Indonésia e 24 delas morreram, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Gripe aviária é uma bomba-relógio na Indonésia, diz OIE

Da AFP

14/04/2006 | 10:40


Os focos de gripe aviária que são detectados regularmente na Indonésia constituem uma bomba-relógio para a região, afirmou o diretor da OIE (Organização Mundial da Saúde Animal), Bernard Vallat.

A situação neste país-arquipélago, uma das poucas nações da Ásia onde persiste um grande número de focos de infecção da variante asiática do vírus H5N1 da gripe aviária, desperta grandes inquietações, segundo Vallat.

"É importante que o governo indonésio adote a decisão política de reforçar o controle e que os doadores atuem em massa para ajudar", afirmou, antes de destacar que existe uma correlação entre o número de aves infectadas e os casos humanos.

O H5N1 infectou 33 pessoas na Indonésia e 24 delas morreram, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;