Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Simpsons vieram, viram e escracharam com o Rio


Alessandro Soares
Do Diário do Grande ABC

28/10/2006 | 18:13


Olhar Estrangeiro, filmado entre 2001 e 2002, não incluiu o episódio do desenho Os Simpsons, Feitiço de Lisa (Blame it on Lisa, título em paródia ao de Feitiço do Rio). Antes da exibição em 2003, o governo brasileiro, a Embratur, e a Prefeitura carioca protestaram.

No episódio, a família Simpson, ela própria um escracho com os Estados Unidos, viaja ao Rio em férias e encontra macacos nas ruas, favelas pintadas para não ofender turistas, sexualidade ambígua no Carnaval. Taxistas seqüestram Homer, Lisa é atacada por pivetes, Bart assiste na TV ao infantil Telemelões, apresentado por uma loira de seios avantajados, e as notas de R$ 5 (roxa) e R$ 10 (rosa) são chamadas de “dinheiro boiola”.

O governo protestou, mas percebeu que esse seria mais um caso em que a emenda só pioraria o soneto. O produtor James Brooks desculpou-se em nota na imprensa. Disse que poderia convidar o então presidente Fernando Henrique Cardoso para lutar com Homer Simpson, ou deixaria a ficção de lado e mostraria o Brasil real, com mosquitos da dengue, criminosos fortemente armados, mendigos nas ruas etc. FHC encerrou a polêmica, e o episódio não mudou. Mas a notícia já circulava na mídia global como boa fonte de chacota.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Simpsons vieram, viram e escracharam com o Rio

Alessandro Soares
Do Diário do Grande ABC

28/10/2006 | 18:13


Olhar Estrangeiro, filmado entre 2001 e 2002, não incluiu o episódio do desenho Os Simpsons, Feitiço de Lisa (Blame it on Lisa, título em paródia ao de Feitiço do Rio). Antes da exibição em 2003, o governo brasileiro, a Embratur, e a Prefeitura carioca protestaram.

No episódio, a família Simpson, ela própria um escracho com os Estados Unidos, viaja ao Rio em férias e encontra macacos nas ruas, favelas pintadas para não ofender turistas, sexualidade ambígua no Carnaval. Taxistas seqüestram Homer, Lisa é atacada por pivetes, Bart assiste na TV ao infantil Telemelões, apresentado por uma loira de seios avantajados, e as notas de R$ 5 (roxa) e R$ 10 (rosa) são chamadas de “dinheiro boiola”.

O governo protestou, mas percebeu que esse seria mais um caso em que a emenda só pioraria o soneto. O produtor James Brooks desculpou-se em nota na imprensa. Disse que poderia convidar o então presidente Fernando Henrique Cardoso para lutar com Homer Simpson, ou deixaria a ficção de lado e mostraria o Brasil real, com mosquitos da dengue, criminosos fortemente armados, mendigos nas ruas etc. FHC encerrou a polêmica, e o episódio não mudou. Mas a notícia já circulava na mídia global como boa fonte de chacota.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;