Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Estudante de Direito é encontrado morto em SP


Do Diário do Grande ABC

15/04/1999 | 10:08


A polícia está investigando a morte do estudante de Direito, Rubens Eduardo de Oliveira, 24 anos, encontrado morto com um tiro na cabeça em seu apartamento, na Avenida 11 de Junho, em Sao Paulo. Há suspeitas de que o estudante teria se suicidado, segundo informaçoes do amigo de Rubens, Tabajara Guarani.

O estudante teria ligado para Tabajara por volta das 21h desta quarta-feira, dizendo-se muito deprimido e que iria se matar. Depois de aconselhá-lo a mudar de idéia, Tabajara, que tem as chaves do apartamento de Rubens, dirigiu-se até lá. Ele contou para a polícia que assim que chegou ao local já encontrou o amigo morto, baleado na cabeça.

A arma usada nesse suposto suicídio, porém, nao foi localizada.

Rubens é filho do procurador de Justiça, Fábio Roberto Sidow Pinheiro. Em suas primeiras declaraçoes, o procurador diz que desconhece os motivos que poderiam ter levado o filho ao suposto suicídio.

A ocorrência foi registrada no 16º DP, na Vila Clementino, na Zona Sul.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estudante de Direito é encontrado morto em SP

Do Diário do Grande ABC

15/04/1999 | 10:08


A polícia está investigando a morte do estudante de Direito, Rubens Eduardo de Oliveira, 24 anos, encontrado morto com um tiro na cabeça em seu apartamento, na Avenida 11 de Junho, em Sao Paulo. Há suspeitas de que o estudante teria se suicidado, segundo informaçoes do amigo de Rubens, Tabajara Guarani.

O estudante teria ligado para Tabajara por volta das 21h desta quarta-feira, dizendo-se muito deprimido e que iria se matar. Depois de aconselhá-lo a mudar de idéia, Tabajara, que tem as chaves do apartamento de Rubens, dirigiu-se até lá. Ele contou para a polícia que assim que chegou ao local já encontrou o amigo morto, baleado na cabeça.

A arma usada nesse suposto suicídio, porém, nao foi localizada.

Rubens é filho do procurador de Justiça, Fábio Roberto Sidow Pinheiro. Em suas primeiras declaraçoes, o procurador diz que desconhece os motivos que poderiam ter levado o filho ao suposto suicídio.

A ocorrência foi registrada no 16º DP, na Vila Clementino, na Zona Sul.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;