Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Funcionários da penitenciária de Avaré são ameaçados


Do Diário OnLine

15/04/2003 | 09:30


O serviço de inteligência da polícia está investigando ameaças de morte feitas a funcionários da Penitenciária de Avaré, no interior do Estado. As ameaças teriam sido feitas por presos ligados a uma facção criminosa.

A denúncia vem à tona depois que a polícia identificou os assassinos do juiz Antônio José Machado Dias, de Presidente Prudente. Uma das principais provas obtidas pela polícia para a resolução do crime foi um bilhete interceptado por um carcereiro em Avaré.

O bilhete seria entregue ao preso Marcos William Camacho, o Marcola, um dos líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC). Marcola, acusado de ter ordenado a morte do juiz, foi transferido no último dia 4 para o Presídio de Segurança Máxima de Presidente Bernardes, onde esteve o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, no mês passado.

A polícia continua à procura dos suspeitos de executar o juiz.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Funcionários da penitenciária de Avaré são ameaçados

Do Diário OnLine

15/04/2003 | 09:30


O serviço de inteligência da polícia está investigando ameaças de morte feitas a funcionários da Penitenciária de Avaré, no interior do Estado. As ameaças teriam sido feitas por presos ligados a uma facção criminosa.

A denúncia vem à tona depois que a polícia identificou os assassinos do juiz Antônio José Machado Dias, de Presidente Prudente. Uma das principais provas obtidas pela polícia para a resolução do crime foi um bilhete interceptado por um carcereiro em Avaré.

O bilhete seria entregue ao preso Marcos William Camacho, o Marcola, um dos líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC). Marcola, acusado de ter ordenado a morte do juiz, foi transferido no último dia 4 para o Presídio de Segurança Máxima de Presidente Bernardes, onde esteve o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, no mês passado.

A polícia continua à procura dos suspeitos de executar o juiz.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;