Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Dalai Lama chega a S.Paulo para três dias de debates



26/04/2006 | 00:08


O Brasil recebe nesta quarta-feira, pela terceira vez, a visita do líder máximo do budismo tibetano, Tenzin Gyatso, o 14º Dalai Lama (oceano de sabedoria, em sua língua natal), considerado pelos budistas a reencarnação do Buda da Compaixão. Prêmio Nobel da Paz de 1989, ele já esteve no país para falar de questões ambientais em 1992, e, em 1999, de educação. Desta vez, o foco de três dias de palestras em São Paulo será saúde.

Nesta quinta-feira, Dalai Lama falará sobre treinamento da mente no budismo tibetano. Na sexta-feira, sobre a interação entre religião e ciência, os benefícios da meditação para o cérebro. Além da platéia de leigos, estarão presentes médicos da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), co-realizadora da palestra.

Mas o sorridente Dalai Lama não vai desapontar a platéia que prefere ouvir suas receitas de felicidade e compaixão a considerações sobre saúde e ciência. Além das palestras pagas – R$ 120 ao vivo e R$ 70 via telão –, será possível ver o tibetano em dois eventos abertos e gratuitos em que a conversa será mais abrangente.

Aos 70 anos, o religioso passa seis meses do ano em viagens pelo mundo, pregando a paz e os preceitos do budismo para multidões em clima de show de rock. Nas prateleiras de livros de auto-ajuda, há mais de 50 títulos de sua autoria – só no Brasil, vendeu cerca de 900 mil exemplares.

Dalai Lama também coordena o governo do Tibete no exílio em Dharamsala, no norte da Índia, onde se refugiou em 1959, aos 25 anos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dalai Lama chega a S.Paulo para três dias de debates


26/04/2006 | 00:08


O Brasil recebe nesta quarta-feira, pela terceira vez, a visita do líder máximo do budismo tibetano, Tenzin Gyatso, o 14º Dalai Lama (oceano de sabedoria, em sua língua natal), considerado pelos budistas a reencarnação do Buda da Compaixão. Prêmio Nobel da Paz de 1989, ele já esteve no país para falar de questões ambientais em 1992, e, em 1999, de educação. Desta vez, o foco de três dias de palestras em São Paulo será saúde.

Nesta quinta-feira, Dalai Lama falará sobre treinamento da mente no budismo tibetano. Na sexta-feira, sobre a interação entre religião e ciência, os benefícios da meditação para o cérebro. Além da platéia de leigos, estarão presentes médicos da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), co-realizadora da palestra.

Mas o sorridente Dalai Lama não vai desapontar a platéia que prefere ouvir suas receitas de felicidade e compaixão a considerações sobre saúde e ciência. Além das palestras pagas – R$ 120 ao vivo e R$ 70 via telão –, será possível ver o tibetano em dois eventos abertos e gratuitos em que a conversa será mais abrangente.

Aos 70 anos, o religioso passa seis meses do ano em viagens pelo mundo, pregando a paz e os preceitos do budismo para multidões em clima de show de rock. Nas prateleiras de livros de auto-ajuda, há mais de 50 títulos de sua autoria – só no Brasil, vendeu cerca de 900 mil exemplares.

Dalai Lama também coordena o governo do Tibete no exílio em Dharamsala, no norte da Índia, onde se refugiou em 1959, aos 25 anos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;