Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 11 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Em S.Paulo, mas com a cabeça em Diadema

À frente da Secretaria de Saúde da Capital, o ex-prefeito de Diadema José de Filippi Júnior (PT) tem problema complicado para enfrentar: a epidemia de dengue que se alastra pela cidade de São Paulo


Do Diário do Grande ABC

15/04/2015 | 07:00


À frente da Secretaria de Saúde da Capital, o ex-prefeito de Diadema José de Filippi Júnior (PT) tem problema complicado para enfrentar: a epidemia de dengue que se alastra pela cidade de São Paulo. O petista está se mexendo. Entre outras ações, prometeu para ontem o funcionamento de cinco tendas, espalhadas pelo município, para atender pacientes com suspeita da doença. O planejamento foi feito, mas algumas coisas deram errado e a execução ficou comprometida. Numa delas faltou um equipamento. Noutra, o atendimento começou atrasado. Como consequência, os locais que estavam aptos ficaram sobrecarregados. Dizem que Filippi tem gastado muito tempo na articulação de sua candidatura a prefeito de Diadema. Inicialmente ele foi relutante em aceitar o desafio dos companheiros diademenses e do ex-presidente Lula (PT), que defende seu nome nas urnas em 2016. Mesmo contrariado, não vê outra alternativa a não ser preparar o terreno para a disputa. E isso tem tomado esforços do petista. Estaria ele no exercício de cargo importante na Capital, mas com a cabeça em Diadema? É possível que sim. Mas é possível também o projeto ter sido montado de maneira adequada e executado de forma equivocada. De qualquer jeito, não tem conseguido tirar do papel cinco tendas para atendimento de supostos casos de dengue. Será que vai colocar Diadema nos trilhos?

Diferença
Em menos de quatro meses, o presidente do Legislativo de São Caetano, Paulo Bottura (Pros), já tirou do papel algumas licitações importantes, como a da manutenção do circuito fechado de câmeras. O antecessor do comandante da Casa, Sidão da Padaria (PSB), demorou quase um ano para concluir compra de softwares.

Aidan e Salles juntos?
Estão muito adiantadas as conversas das cúpulas nacionais de PPS e PSB para promover fusão das siglas. Há quem garanta que o martelo será batido ainda nesta semana. Se, de fato, isso ocorrer, uma das cidades do Grande ABC que serão mais afetadas é Santo André, onde duas importantes figuras políticas estão diretamente envolvidas na corrida pelo Paço, em 2016. Com a união dos partidos, ficarão no mesmo barco o ex-prefeito Aidan Ravin (PSB), candidatíssimo a retornar ao posto, e o ex-secretário de Cultura Raimundo Salles (PPS), que articula encabeçar chapa majoritária. Vai dar liga?

Sopa de letrinhas
O vereador Evilásio Santana, o Bahia (DEM), fez discurso contundente, ontem, contra o secretário de Obras, Paulinho Serra (PSD). Nos corredores da Câmara de Santo André comentou-se que o recado do democrata foi feito a pedido de integrantes do governo petista. Estaria o DEM a serviço do PT? Uma verdadeira sopa de letrinhas, difícil de entender. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em S.Paulo, mas com a cabeça em Diadema

À frente da Secretaria de Saúde da Capital, o ex-prefeito de Diadema José de Filippi Júnior (PT) tem problema complicado para enfrentar: a epidemia de dengue que se alastra pela cidade de São Paulo

Do Diário do Grande ABC

15/04/2015 | 07:00


À frente da Secretaria de Saúde da Capital, o ex-prefeito de Diadema José de Filippi Júnior (PT) tem problema complicado para enfrentar: a epidemia de dengue que se alastra pela cidade de São Paulo. O petista está se mexendo. Entre outras ações, prometeu para ontem o funcionamento de cinco tendas, espalhadas pelo município, para atender pacientes com suspeita da doença. O planejamento foi feito, mas algumas coisas deram errado e a execução ficou comprometida. Numa delas faltou um equipamento. Noutra, o atendimento começou atrasado. Como consequência, os locais que estavam aptos ficaram sobrecarregados. Dizem que Filippi tem gastado muito tempo na articulação de sua candidatura a prefeito de Diadema. Inicialmente ele foi relutante em aceitar o desafio dos companheiros diademenses e do ex-presidente Lula (PT), que defende seu nome nas urnas em 2016. Mesmo contrariado, não vê outra alternativa a não ser preparar o terreno para a disputa. E isso tem tomado esforços do petista. Estaria ele no exercício de cargo importante na Capital, mas com a cabeça em Diadema? É possível que sim. Mas é possível também o projeto ter sido montado de maneira adequada e executado de forma equivocada. De qualquer jeito, não tem conseguido tirar do papel cinco tendas para atendimento de supostos casos de dengue. Será que vai colocar Diadema nos trilhos?

Diferença
Em menos de quatro meses, o presidente do Legislativo de São Caetano, Paulo Bottura (Pros), já tirou do papel algumas licitações importantes, como a da manutenção do circuito fechado de câmeras. O antecessor do comandante da Casa, Sidão da Padaria (PSB), demorou quase um ano para concluir compra de softwares.

Aidan e Salles juntos?
Estão muito adiantadas as conversas das cúpulas nacionais de PPS e PSB para promover fusão das siglas. Há quem garanta que o martelo será batido ainda nesta semana. Se, de fato, isso ocorrer, uma das cidades do Grande ABC que serão mais afetadas é Santo André, onde duas importantes figuras políticas estão diretamente envolvidas na corrida pelo Paço, em 2016. Com a união dos partidos, ficarão no mesmo barco o ex-prefeito Aidan Ravin (PSB), candidatíssimo a retornar ao posto, e o ex-secretário de Cultura Raimundo Salles (PPS), que articula encabeçar chapa majoritária. Vai dar liga?

Sopa de letrinhas
O vereador Evilásio Santana, o Bahia (DEM), fez discurso contundente, ontem, contra o secretário de Obras, Paulinho Serra (PSD). Nos corredores da Câmara de Santo André comentou-se que o recado do democrata foi feito a pedido de integrantes do governo petista. Estaria o DEM a serviço do PT? Uma verdadeira sopa de letrinhas, difícil de entender. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;