Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Marca própria é 40% mais barata


Mariana Oliveira
Do Diário do Grande ABC

09/04/2006 | 08:30


Para quem gosta de economizar, os supermercados oferecem uma boa opção: os itens de marca própria. Alguns produtos - de um mesmo fabricante - chegam a custar até 40% menos do que as marcas líderes expostas nas gôndolas dos supermercados do Grande ABC.

De acordo com redes supermercadistas, os produtos de marca própria têm preço menor porque não embutem custos de marketing e publicidade. "Não precisamos nos preocupar com isso porque os itens são vendidos apenas dentro do supermercado. Mas podemos garantir que são mercadorias de ótima qualidade e que passam por auditoria", garante o gerente de Marca Própria da Coop (Cooperativa de Consumo), Vantuir Pontes. A empresa oferece os itens próprios com a marca Coop Plus.

É preciso atentar, no entanto, que alguns produtos têm diferenças de custo muito pequenas em comparação com as marcas líderes de mercado e são fabricados por empresas menos conhecidas.

Um exemplo do contraste de preços em itens da mesma qualidade foi verificado no guardanapo de papel e no pão de forma Coop Plus. O guardanapo da empresa é fabricado por uma das empresas mais tradicionais do setor, a Melhoramentos. Porém, a diferença de preço é de mais de 30%. Além disso, o pão de forma da Coop, fabricado pela gigante do setor de panificação Wickbold, custa 40% menos. Na última sexta-feira, a reportagem do Diário constatou diferença de 15%, porém o pão da Wickbold estava com preço promocional de R$ 2,05. O valor praticado é de R$ 2,50.

Segundo Pontes, da Coop, a empresa atua com 480 itens de marca própria. Para este ano, a meta é oferecer 100 novos produtos. "Entraremos com uma linha de refresco em pó nos próximos 40 dias. Os projetos que vêm aí são água mineral e doce de leite." No ano passado, a marca própria representou 7% do faturamento e neste ano deve atingir 13%.

No Carrefour, que já atua com 1,6 mil itens próprios no setor de alimentos, a previsão é lançar o leite condensado, salgadinho em parceria com a Disney e água de coco de garrafa. "Já alteramos as embalagens de diversos produtos alimentícios e agora começaremos no bazar. A previsão é implantar mais 1,5 mil itens até o final do ano", afirma o diretor de Marca Própria da rede, Pablo Rego.

Segundo o executivo, alguns itens, como detergente em pó, custam até 50% menos do que os similares. A rede, ao contrário da Coop, não divulga em todos os produtos o nome do fornecedor, somente o CNPJ do fabricante.

De acordo com estimativa do Compro (Comitê de Marcas Próprias da Associação Brasileira de Supermercados), o faturamento dos produtos de marca própria no país deve atingir neste ano a marca de R$ 8,1 bilhões - 15% mais do que em 2005.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Marca própria é 40% mais barata

Mariana Oliveira
Do Diário do Grande ABC

09/04/2006 | 08:30


Para quem gosta de economizar, os supermercados oferecem uma boa opção: os itens de marca própria. Alguns produtos - de um mesmo fabricante - chegam a custar até 40% menos do que as marcas líderes expostas nas gôndolas dos supermercados do Grande ABC.

De acordo com redes supermercadistas, os produtos de marca própria têm preço menor porque não embutem custos de marketing e publicidade. "Não precisamos nos preocupar com isso porque os itens são vendidos apenas dentro do supermercado. Mas podemos garantir que são mercadorias de ótima qualidade e que passam por auditoria", garante o gerente de Marca Própria da Coop (Cooperativa de Consumo), Vantuir Pontes. A empresa oferece os itens próprios com a marca Coop Plus.

É preciso atentar, no entanto, que alguns produtos têm diferenças de custo muito pequenas em comparação com as marcas líderes de mercado e são fabricados por empresas menos conhecidas.

Um exemplo do contraste de preços em itens da mesma qualidade foi verificado no guardanapo de papel e no pão de forma Coop Plus. O guardanapo da empresa é fabricado por uma das empresas mais tradicionais do setor, a Melhoramentos. Porém, a diferença de preço é de mais de 30%. Além disso, o pão de forma da Coop, fabricado pela gigante do setor de panificação Wickbold, custa 40% menos. Na última sexta-feira, a reportagem do Diário constatou diferença de 15%, porém o pão da Wickbold estava com preço promocional de R$ 2,05. O valor praticado é de R$ 2,50.

Segundo Pontes, da Coop, a empresa atua com 480 itens de marca própria. Para este ano, a meta é oferecer 100 novos produtos. "Entraremos com uma linha de refresco em pó nos próximos 40 dias. Os projetos que vêm aí são água mineral e doce de leite." No ano passado, a marca própria representou 7% do faturamento e neste ano deve atingir 13%.

No Carrefour, que já atua com 1,6 mil itens próprios no setor de alimentos, a previsão é lançar o leite condensado, salgadinho em parceria com a Disney e água de coco de garrafa. "Já alteramos as embalagens de diversos produtos alimentícios e agora começaremos no bazar. A previsão é implantar mais 1,5 mil itens até o final do ano", afirma o diretor de Marca Própria da rede, Pablo Rego.

Segundo o executivo, alguns itens, como detergente em pó, custam até 50% menos do que os similares. A rede, ao contrário da Coop, não divulga em todos os produtos o nome do fornecedor, somente o CNPJ do fabricante.

De acordo com estimativa do Compro (Comitê de Marcas Próprias da Associação Brasileira de Supermercados), o faturamento dos produtos de marca própria no país deve atingir neste ano a marca de R$ 8,1 bilhões - 15% mais do que em 2005.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;