Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Polícia reprime furto a fios de cobre


Bruno Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

29/04/2006 | 08:40


A 3ª Depatri (Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio do Estado), com sede na capital – especializada no combate ao furto de fios da rede pública – visitou sexta-feira os comércios de 17 sucateiros e suspeitos de comercializar o cobre encontrado nesses fios em São Bernardo. Foram recuperados 66 Kg de cobre, que estavam com um sucateiro do bairro Demarchi.

A ação da polícia foi centrada na orientação dos proprietários de comércios de sucatas, para que identifiquem fios roubados, e também na repressão dos comércios que já abrigavam esse tipo de material.

Os trabalhos da polícia começaram às 10h. A identificação de fios roubados é facilitada pelo fato das empresas que compõem a rede pública trazerem escritos a marca no corpo da fiação. Os policiais buscavam fios com essas identificações nos sucateiros. Encontraram apenas em um dos locais – um ferro-velho na avenida Nicola Demarchi. O total de 66 Kg de cobre, com identificação da Telefônica, estavam separados em fardos, prontos para serem vendidos.

Material valorizado – A polícia explica que, devido à extinção das minas de cobre no Brasil, há cinco anos, o preço do metal subiu muito – 1 Kg de cobre tem preço médio de R$ 9. Por isso, houve aumento do número de casos furtos de fios e, segundo a polícia, a introdução de quadrilhas organizadas nesse tipo de crime. Por isso, a iniciativa de fiscalizar os ferros-velhos, principais intermediários desse comércio ilegal.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Polícia reprime furto a fios de cobre

Bruno Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

29/04/2006 | 08:40


A 3ª Depatri (Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio do Estado), com sede na capital – especializada no combate ao furto de fios da rede pública – visitou sexta-feira os comércios de 17 sucateiros e suspeitos de comercializar o cobre encontrado nesses fios em São Bernardo. Foram recuperados 66 Kg de cobre, que estavam com um sucateiro do bairro Demarchi.

A ação da polícia foi centrada na orientação dos proprietários de comércios de sucatas, para que identifiquem fios roubados, e também na repressão dos comércios que já abrigavam esse tipo de material.

Os trabalhos da polícia começaram às 10h. A identificação de fios roubados é facilitada pelo fato das empresas que compõem a rede pública trazerem escritos a marca no corpo da fiação. Os policiais buscavam fios com essas identificações nos sucateiros. Encontraram apenas em um dos locais – um ferro-velho na avenida Nicola Demarchi. O total de 66 Kg de cobre, com identificação da Telefônica, estavam separados em fardos, prontos para serem vendidos.

Material valorizado – A polícia explica que, devido à extinção das minas de cobre no Brasil, há cinco anos, o preço do metal subiu muito – 1 Kg de cobre tem preço médio de R$ 9. Por isso, houve aumento do número de casos furtos de fios e, segundo a polícia, a introdução de quadrilhas organizadas nesse tipo de crime. Por isso, a iniciativa de fiscalizar os ferros-velhos, principais intermediários desse comércio ilegal.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;