Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Mulher pula janela para fugir de ladrões e quebra as pernas


Rodrigo Cipriano
Do Diário do Grande ABC

28/04/2006 | 08:35


Uma mulher se atirou na manhã de quinta-feira da janela do sobrado onde mora, no Baeta Neves, em São Bernardo, para fugir de assaltantes que haviam invadido sua casa. Na queda, de cerca de 6 metros, fraturou as duas pernas. A vítima de 45 anos, que teve a identidade preservada pela polícia, está internada no Hospital Brasil, em Santo André. Ela terá de passar por cirurgia para corrigir a fratura.

A moradora estava com o filho dentro da casa quando, por volta das 9h, três homens pularam um muro e invadiram o sobrado. Na cozinha, o trio se armou com facas e anunciou o assalto. Por cerca de duas horas, eles reviraram o imóvel. Separaram várias roupas e aparelhos eletroeletrônicos que seriam levados no roubo. Antes da fuga, foram surpreendidos pela polícia.

Uma mulher, que trabalha como faxineira para família, chegou na casa durante o roubo. Ao perceber a presença dos assaltantes, correu para chamar a polícia. Os ladrões perceberam a aproximação da empregada e se apressaram. Durante o corre-corre, o rapaz que era mantido refém com a mãe conseguiu usar o telefone para também alertar a avó sobre o roubo.

Quando se deram conta do cerco que havia sido armado pela polícia, os ladrões ficaram agitados. Na confusão, o rapaz, que também teve identidade preservada, conseguiu sair pela porta da frente do sobrado. Cercada pelos assaltantes, que ainda estavam com as facas nas mãos, a mulher resolveu saltar a janela. O trio fugiu pelos fundos da casa, levando apenas um par de tênis, uma câmera fotográfica e a bolsa da dona da casa.

Para despistar a polícia, os ladrões invadiram a EMEB (Escola Municipal de Educação Básica) Santos Dumont, vizinha da casa assaltada. Jeilson Cerqueira, 28 anos, e Celso Martins Alves, 20, foram presos no pátio da escola, onde estudam crianças de 4 a 6 anos do ensino infantil. Ailton da Silva Barbosa, 19, que também participou do roubo, foi encontrado a poucos metros dali, tentando se esconder dentro do córrego Taióca, que marca a divisa entre São Bernardo e Santo André.

O caso foi registrado no 6º DP de São Bernardo. Se forem condenados, os assaltantes estão sujeitos a pena de quatro a dez anos de prisão. Por terem utilizado violência para coagir mãe e filho, eles podem ter o período de reclusão aumentado em até 50% da condenação.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mulher pula janela para fugir de ladrões e quebra as pernas

Rodrigo Cipriano
Do Diário do Grande ABC

28/04/2006 | 08:35


Uma mulher se atirou na manhã de quinta-feira da janela do sobrado onde mora, no Baeta Neves, em São Bernardo, para fugir de assaltantes que haviam invadido sua casa. Na queda, de cerca de 6 metros, fraturou as duas pernas. A vítima de 45 anos, que teve a identidade preservada pela polícia, está internada no Hospital Brasil, em Santo André. Ela terá de passar por cirurgia para corrigir a fratura.

A moradora estava com o filho dentro da casa quando, por volta das 9h, três homens pularam um muro e invadiram o sobrado. Na cozinha, o trio se armou com facas e anunciou o assalto. Por cerca de duas horas, eles reviraram o imóvel. Separaram várias roupas e aparelhos eletroeletrônicos que seriam levados no roubo. Antes da fuga, foram surpreendidos pela polícia.

Uma mulher, que trabalha como faxineira para família, chegou na casa durante o roubo. Ao perceber a presença dos assaltantes, correu para chamar a polícia. Os ladrões perceberam a aproximação da empregada e se apressaram. Durante o corre-corre, o rapaz que era mantido refém com a mãe conseguiu usar o telefone para também alertar a avó sobre o roubo.

Quando se deram conta do cerco que havia sido armado pela polícia, os ladrões ficaram agitados. Na confusão, o rapaz, que também teve identidade preservada, conseguiu sair pela porta da frente do sobrado. Cercada pelos assaltantes, que ainda estavam com as facas nas mãos, a mulher resolveu saltar a janela. O trio fugiu pelos fundos da casa, levando apenas um par de tênis, uma câmera fotográfica e a bolsa da dona da casa.

Para despistar a polícia, os ladrões invadiram a EMEB (Escola Municipal de Educação Básica) Santos Dumont, vizinha da casa assaltada. Jeilson Cerqueira, 28 anos, e Celso Martins Alves, 20, foram presos no pátio da escola, onde estudam crianças de 4 a 6 anos do ensino infantil. Ailton da Silva Barbosa, 19, que também participou do roubo, foi encontrado a poucos metros dali, tentando se esconder dentro do córrego Taióca, que marca a divisa entre São Bernardo e Santo André.

O caso foi registrado no 6º DP de São Bernardo. Se forem condenados, os assaltantes estão sujeitos a pena de quatro a dez anos de prisão. Por terem utilizado violência para coagir mãe e filho, eles podem ter o período de reclusão aumentado em até 50% da condenação.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;