Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Petroleiros pedem ao MP investigação sobre omissão na P-36


Do Diário OnLine

24/03/2001 | 13:45


O Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense entrou com uma representação no Ministério Público pedindo uma investigação sobre os atos do engenheiro Carlos Eduardo Bellot. O funcionário da Petrobras teria omitido informações da diretoria da empresa sobre o defeito em uma peça da plataforma P-36 três dias antes das explosões.

Os sindicalistas acreditam que Bellot cometeu crime de ocultação de provas. Eles consideram que, se a informação chegasse aos diretores da empresa, seria possível resgatar a plataforma.

A comissão interna da estatal, criada para investigar somente a provável omissão de Bellot, considerou aceitável a decisão do engenheiro. Para os peritos, não houve “dolo nem omissão” do gerente da P-36.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Petroleiros pedem ao MP investigação sobre omissão na P-36

Do Diário OnLine

24/03/2001 | 13:45


O Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense entrou com uma representação no Ministério Público pedindo uma investigação sobre os atos do engenheiro Carlos Eduardo Bellot. O funcionário da Petrobras teria omitido informações da diretoria da empresa sobre o defeito em uma peça da plataforma P-36 três dias antes das explosões.

Os sindicalistas acreditam que Bellot cometeu crime de ocultação de provas. Eles consideram que, se a informação chegasse aos diretores da empresa, seria possível resgatar a plataforma.

A comissão interna da estatal, criada para investigar somente a provável omissão de Bellot, considerou aceitável a decisão do engenheiro. Para os peritos, não houve “dolo nem omissão” do gerente da P-36.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;