Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Apartamento pega fogo no Montanhão, em São Bernardo

Reprodução Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Moradores já haviam denunciado problemas estruturais em unidades entregues em dezembro


Miriam Gimenes

08/09/2020 | 10:29


Um apartamento no conjunto habitacional Novo Jardim Regina – antigo Residencial Independência –, no Montanhão, em São Bernardo, pegou fogo hoje pela manhã. O condomínio é o mesmo que, no fim de agosto, moradores haviam reclamado de de falhas na construção, a falta de equipamentos de segurança, inclusive contra incêndios. O fogo foi controlado pelos bombeiros e não houve nenhum ferido.

Segundo uma das moradoras do espaço, a atendente Rafaela Araújo Silva, 22, contou que logo cedo um dos moradores notou fumaça saindo do último andar do prédio. "Imediatamente ele arrombou a porta para entrar, já que não tinha ninguém na casa, e desligou o gás", relata. Os Bombeiros foram chamados e controlaram as chamas, mas a causa do incêndio ainda não foi identificada. "Estamos aguardando um laudo para saber a motivação." Rafaela disse que o fogo não pode ser controlado antes já que o local não tem mangueira de incêndio que, segundo ela, "disseram ter sido roubada".

Os dez blocos, com 420 apartamentos, fazem parte do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, os dez blocos. Eles foram construídos pela Enplan Engenharia e Construtora Ltda e financiados pela Caixa por meio de parceria entre o município e a União. O projeto recebeu investimento de R$ 51,7 milhões, sendo R$ 41,3 milhões do governo federal, R$ 9,07 milhões do Estado, por meio do programa Casa Paulista, e R$ 1,3 milhão do município, que também doou o terreno de 16 mil metros quadrados para a construção do conjunto habitacional.

Cada família paga R$ 90 de condomínio e os moradores ao Diário que procuraram a administradora do prédio e vários órgãos públicos para relatar os problemas e não tiveram êxito.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Apartamento pega fogo no Montanhão, em São Bernardo

Moradores já haviam denunciado problemas estruturais em unidades entregues em dezembro

Miriam Gimenes

08/09/2020 | 10:29


Um apartamento no conjunto habitacional Novo Jardim Regina – antigo Residencial Independência –, no Montanhão, em São Bernardo, pegou fogo hoje pela manhã. O condomínio é o mesmo que, no fim de agosto, moradores haviam reclamado de de falhas na construção, a falta de equipamentos de segurança, inclusive contra incêndios. O fogo foi controlado pelos bombeiros e não houve nenhum ferido.

Segundo uma das moradoras do espaço, a atendente Rafaela Araújo Silva, 22, contou que logo cedo um dos moradores notou fumaça saindo do último andar do prédio. "Imediatamente ele arrombou a porta para entrar, já que não tinha ninguém na casa, e desligou o gás", relata. Os Bombeiros foram chamados e controlaram as chamas, mas a causa do incêndio ainda não foi identificada. "Estamos aguardando um laudo para saber a motivação." Rafaela disse que o fogo não pode ser controlado antes já que o local não tem mangueira de incêndio que, segundo ela, "disseram ter sido roubada".

Os dez blocos, com 420 apartamentos, fazem parte do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, os dez blocos. Eles foram construídos pela Enplan Engenharia e Construtora Ltda e financiados pela Caixa por meio de parceria entre o município e a União. O projeto recebeu investimento de R$ 51,7 milhões, sendo R$ 41,3 milhões do governo federal, R$ 9,07 milhões do Estado, por meio do programa Casa Paulista, e R$ 1,3 milhão do município, que também doou o terreno de 16 mil metros quadrados para a construção do conjunto habitacional.

Cada família paga R$ 90 de condomínio e os moradores ao Diário que procuraram a administradora do prédio e vários órgãos públicos para relatar os problemas e não tiveram êxito.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;